Veja como é constuido o ‘Cenário Inclinado’ do “Vale Tudo” [Com fotos]

O ‘Cenário Inclinado’ é o ponto alto do “Vale Tudo”

O ‘Cenário Inclinado’ é o carro-chefe do “Vale Tudo”. Este é o segmento mais popular entre os espectadores e também o mais temido pelos concorrentes. De semana para semana o ambiente muda e o cenário tanto pode ser uma casa de família, como um hospital, uma mercearia ou uma discoteca.

O objetivo do desafio é simples: Os participantes devem desempenhar tarefas perfeitamente quotidianas e deslocarem-se dentro da divisão como fazem em qualquer lugar, mas o problema é o providencial declive. O ser humano suporta até 22 graus de inclinação. O palco do ‘Cenário Inclinado’ tem 22,5 graus, o que torna o desafio numa prova hercúlea.

Rui Ávila, diretor-geral da Shine Ibéria, produtora do formato, conta à Notícias TV que o meio grau de diferença que é acrescentado «é suficiente para que as pessoas fiquem desorientadas e com a sensação de que estão a andar de barco». Esta particularidade faz com que os participantes percam «a noção das distâncias e é por isso que, muitas vezes, os concorrentes tentam cumprir tarefas como atender o telefone mas os olhos não acompanham a distância real a que está o objeto. A inclinação faz que os participantes sofram desequilíbrios e tenham mais dificuldade na improvisação».

A estrutura do cenário, que está presente todos os domingos à noite na SIC foi construída em cinco dias, por uma equipa de portugueses e à mão. «Foi tudo construído pela Associação Portuguesa de Cenografia, que é um dos parceiros do programa. O cenário foi feito de raiz já com a inclinação dos 22,5 graus. A base é uma estrutura fixa feita de ferro», conta à mesma fonte.

Todas as quintas-feiras a produção reinicia tudo. Há que desmontar o cenário da semana anterior e montar o da atual para que tudo esteja pronto ao arranque do “Vale Tudo”. «A inclinação do cenário não nos dá dores de cabeça. Já estamos habituados a trabalhar nesta área. Já fizemos cenários e montagens para novelas da TVI e para concursos como o “Quem Quer Ser Milionários” (da RTP1) ou “O Formigueiro” (da SIC). É um trabalho igual aos outros, é apenas mais divertido para nós», relata António Manuel, da Associação Portuguesa de Cenários.

Veja o processo de montagem e desmontagem do ‘Cenário Inclinado’ do “Vale Tudo”:

Foto: Notícias TV
Foto: Notícias TV

Foto: Notícias TV

Foto: Notícias TV
Partilhe: Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Noticias relacionadas

Ao continuar a utilizar este site, está a concordar com o uso de cookies. Mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close