"

[6ª Edição] ‘Top Secret – A Crónica’: A análise do “Secret Story 4″

‘Top Secret – A Crónica’: A análise semanal do “Secret Story 4″

‘Top Secret – A Crónica’: A análise semanal do “Secret Story 4″

Conflitos e confrontos. Foram aquilo que mais chamou à atenção esta semana. Ora Tierry, Sofia e Débora, ora João e Érica. Sobre o primeiro caso, já aqui muita vez dei a minha opinião até porque é uma história que se arrasta e não mudei aquilo que pensava. Quanto à Érica, devo dizer que a adoro e é das minhas favoritas. Não tem medo de ir à guerra e vai sem medos, prova disso foi a discussão com o João. Acredito que ela não esqueça tão cedo o facto de ter sido rejeitada e trocada pela Diana e que dificilmente se acalmará. A Érica é um vulcão cuja erupção pode acontecer a qualquer momento. Já a Diana tem me surpreendido, está a demonstrar ser uma pessoa sensata e já por diversas vezes a vi a tentar acalmar a situação e gerir o conflito da melhor forma.

Outro acontecimento que marcou esta semana foi o envolvimento da Bernardina com o Tiago. Devo dizer que lhe acho imensa graça apesar de os palavrões serem uma coisa que me dá arrepios às espinhas. Acho que ela até está a achar alguma piada ao Tiago, que não sei porque carga de água se foi virar para ela depois de dias viciado na Débora, e está a ter alguma dificuldade em conter-se. Apesar das comparações com a Fanny, não acho que sejam parecidas. Apesar da Bernardina dizer muitas asneiras, a Fanny era muito mais explosiva e a Bibi tem uma componente mais cómica – prova disso são as missões engraçadas que ela tem, a do cão e a do auricular foram as minhas favoritas do programa até agora – que a Fanny não tinha tanto.

Abordando a gala, com armadilhas à mistura, devo dizer que gostei. Acho que é sempre de louvar quando fazem galas diferentes, as do costume só com idas ao confessionário já não têm interesse. Quanto à noite de nomeações, não gostei das cartas. O meu problema não são as cartas em si, mas a forma como foram conduzidas. Porque é que cada uma não dizia logo o que representava? Porque é que a Teresa não mostrava o que estava escrito no envelope que supostamente estava a ler? Acho estranho e ainda mais que o Tiago fosse impedido de nomear (ele que certamente ia nomear a Débora) e o Tierry o poder de desempatar, por acaso salvou a Sofia mas certamente que a ideia da produção era que ele salvasse a Débora.

No que toca a concorrentes, começo a não achar piada ao Diogo, é dificil percebê-lo uma vez que acho que é daqueles que antes de mais nada pensa no jogo. Faz-me lembrar o João Mota e isso não é nada bom. Já o Lourenço tem sido a minha desilusão, simpatizava com ele, por causa da coragem do segredo claro, mas agora não tenho gostado das atitudes dele. Às vezes parece-me venenoso e não gosto disso.

Domingo espero que saia a Juliana. Gostava dela, achava-lhe piada mas não gostei da aproximação à Débora e ao Tierry. Além disso, a Érica é a par da Sofia e da Bernadina a minha favorita portanto não quero que ela saia.

Top +
– Armadilhas na gala
– Missões da Bernardina
– Confrontos na casa

Top –
– Não nomeação da Débora
– Cartas nas nomeações
– Lourenço

Por Sandra Rodrigues