"

“A Arte de Ir à Guerra Mundial” estreia na RTP2

A República Portuguesa tem quatro anos, a Alemanha ataca Moçambique e Angola e a Europa está em Guerra. “A Arte de Ir à Guerra Mundial” fala-nos sobre o que éramos e onde estávamos, no princípio da guerra que nasceu de um equívoco e alastrou ao mundo.

Esta terça e quarta-feiras, sempre as 23h31, a RTP2 mostra a série documental de 2 episódios que dá a conhecer a conjugação das razões e das consequências do conflito que levaram Portugal a entrar na Primeira Guerra Mundial, assim como a subjetividade dos múltiplos motivos de países como Alemanha, França, Áustria, Itália, Reino Unido e EUA, nos planos sociológico, geoestratégico, filosófico, histórico-político e artístico.

O trabalho de José Carlos Oliveira desenha-nos os impactos e alterações provocados pela Primeira Guerra Mundial e que nos trouxeram até hoje, numa Europa que vive grandes convulsões sociais e que está perante um mundo com guerras em pleno curso, nos campos bélico e financeiro. Mas “A Arte de Ir à Guerra Mundial” leva-nos mais fundo, ao trazer-nos a perceção do nosso futuro imediato e a longo prazo, quando nos mostra onde estamos, para onde vamos, e em que medida podemos dominar as novas hegemonias e retomar o projeto político europeu de paz e bem-estar social.

O documentário conta com depoimentos de diversas individualidades como Adriano Moreira, Duarte de Bragança, Guilherme d´Oliveira Martins, Jean-François Blarel, João Maria Freitas Branco, Kirsty Hayes, Loureiro dos Santos, Manuel Villaverde Cabral, Mário de Oliveira Cardoso, Renato Varriale, Robert A. Sherman, Thomas Stelzer, Ulrich Brandenburg e António Victorino d´Almeida.

“A Arte de Ir à Guerra Mundial” tem realização e autoria de José Carlos Oliveira e estreia amanhã, terça-feira, às 23h31.