"

“A Impostora” despede-se de Nicolau Breyner [Vídeo]

A morte de Nicolau Breyner marcou o ano de 2016, um ano particularmente fértil em desaparecimentos de artistas do panorama nacional e internacional.

Nico, como era conhecido, estava a gravar “A Impostora” quando faleceu a 14 de março deste ano. Os meses passaram e a TVI exibe esta noite o capítulo da despedida.

O episódio que vai para o ar hoje fica marcado pela última cena de Nicolau Breyner que se despede assim de “A Impostora”. São os últimos momentos de Edmundo, a personagem de Nicolau Brayner na trama da quatro.

Ao site da TVI António Barreira, autor da novela, falou acerca dos momentos que se seguiram ao falecimento daquele que é considerado o pai da ficção portuguesa:

O argumentista conta que recebeu a notícia da morte do Nicolau Breyner enquanto estava a trabalhar. «O Dr. José Eduardo Moniz me ligou a dizer para parar tudo, que o Nico tinha falecido. Como, para mim, estávamos a falar de uma daquelas pessoas que consideramos imortais, achei que era gozo, como se fosse possível alguém brincar com uma situação deste género. Mas foi a minha reação de choque imediata. Era impossível ele estar morto. Éramos os dois alentejanos, tínhamos estado a combinar, três dias antes, um petisco no Alentejo e agora estava morto?! Não fazia sentido. Aliás, passados estes meses, ainda pouco faz e falar do Nico deixa-me sempre muito emocionado, porque, felizmente, tive a sorte de trabalhar com ele em vários projetos, mas também de privar com o Ser Humano que ele era fora do ambiente de trabalho».

Em relação ao final para a personagem Edmundo em “A Impostora”, António Barreira adiantou ao site que «há pessoas que passam pela História seja do que for e que deixam a sua marca. O Nico marcou para sempre a televisão portuguesa. Não adiantava escamotear ou fingir que o ator não tinha morrido. De facto e lamentavelmente, perdemo-lo. Se a novela retrata vidas, a decisão foi pôr a arte a imitar a vida e criar uma homenagem ao Nico nesse episódio. Porque, para a arte, a figura do Nicolau Breyner será sempre imortal».

Caso Nicolau Breyner não tivesse falecido «o final da personagem do Nicolau já estava decidido. Era um final muito bonito e poético. Não quis a vida que ele o pudesse gravar, pelo que ficará guardado para quem esteve na conceção do mesmo, como forma de recordação», comenta ainda o autor de “A Impostora”.

 

Nicolau Breyner

Nicolau Breyner

Saiba como se passa tudo:

Lázaro chega ao mercado e apercebe-se de que há várias pessoas a rodear alguém que está caído no chão. Vânia grita por uma ambulância. Lázaro apanha o boné de Edmundo e percebe que é ele quem está no chão, inanimado. Verónica diz à tia que tem de ser forte e dá-lhe a notícia da morte de Edmundo. Lucrécia está incrédula porque ainda há pouco ele esteve ali. Verónica abraça-a.

A morte de Edmundo vai abalar a vida de todos os trabalhadores do mercado e muita coisa vai mudar. Não pode perder esta cena marcante, que pretende, acima de tudo, homenagear Nicolau Breyner.

Veja como fica a programação para esta segunda-feira:

21h42 A Impostora
23h25 A Única Mulher
00h00 Secret Story 6 – Extra