“A Teia”: Resumo dos próximos episódios

"

Episódio 44 (14 a 20 de janeiro)

Estão todos reunidos no gabinete de Jaime e Elvira insiste que só pode ser Vera quem os quer matar, podendo ter mandado as mensagens para si própria para os engana.

Mayra entra, e Elvira disfarça dizendo que veio ali acompanhar a situação de Max, do qual é mentora.  Elvira despede-se de Max, dizendo estar muito contente por ele estar a refazer a sua vida.

Jaime diz a Max esperar que Elvira tenha alguma ideia para fazer Vera confessar ser a assassina.  Vera vê televisão a rir-se descompensada. Recebe fotografia de Rute em frente à PJ e sai muito tensa, atirando o cigarro para o chão, ficando este a arder no tapete.

Rute diz a PJ querer falar com Tiago para lhe dar informações importantes acerca de um crime.  Joana chega a casa e vê que está algo a arder na sala.  Vera conduz a alta velocidade, sendo mandada parar pela polícia.

Perde a paciência e acaba por dizer ao polícia ser da PJ e arranca novamente a alta velocidade.

Vera olha muito tensa para Rute a sair da PJ a acenar-lhe provocadora, esboçando ar aliviado por Tiago dizer que ela se foi embora sem lhe dizer nada.  Joana acaba de apagar o fogo, contando aos filhos que por pouco não ficaram sem casa por Vera ter deixado um cigarro a arder no tapete.

Joana diz que a situação com Vera está a chegar a um limite e não vai aguentar tê-la muito mais tempo lá em casa, mas Patrícia sai em defesa da tia.

Elvira chega nesse momento, com Joana a dizer-lhe para esperar ali um pouco na sala. Elvira entra no quarto de Vera e troca os comprimidos que ela toma por outros que trouxe.

Lara acaba por revelar a Simão que Dalila agiu daquela maneira com Jaime por ela se ter envolvido com ele há muitos anos atrás, e por isso não queria que Liliana passasse pelo mesmo.

Cecília pede chorosa desculpa a Humberto por nunca ter denunciado Jaime pelos assédios que fazia às mulheres. Fica atrapalhada por ter falado demais, saindo rapidamente a negar saber mais alguma coisa sobre Dalila.

Mónica entra em casa e critica Diana por não a ter defendido da acusação de ter tentado matar Jaime, Diana acaba por pedir-lhe desculpa por não ter acreditado na inocência dela.

Diana pede-lhe que não vá viver com Ricardo por poder correr sérios riscos com ele. Ricardo sorri feliz por Mónica ter aceite a sua proposta de vir viver com ele.

Mónica começa a vasculhar as coisas de Ricardo e tenta encontrar alguma coisa que o comprometa.

Elvira conta a Jaime e Ricardo que conseguiu trocar a medicação de Vera e agora é que vão descobrir quem ela é de verdade.  Vera janta com Tiago, notoriamente perturbada.

Atende chamada de Joana, gritando com ela ao telefone e Tiago exige-lhe que explique por que está naquele estado.

Valdemar vai aos armazéns e mostra sério a carta de Dalila a Augusto e critica-o por ter sempre defendido Jaime.

Mónica vai a casa de Simão e leva Inês e esta puxa os pais para um abraço conjunto, dizendo ainda irem a tempo de recuperarem tudo o que não fizeram em família. Lara entra nesse momento, ficando a olhá-los estupefacta.  Valdemar diz a Augusto para controlar Jaime para que nunca mais se aproxime de Liliana.

Fica furioso por Augusto insinuar que tudo aquilo pode ter sido inventado.  Valdemar sai furioso com a atitude de Augusto e este queima a carta de Dalila.

Comente

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *