“A Teia”: Resumo dos próximos episódios

"

Episódio 138 (22 a 28 de abril)

Humberto está completamente descontrolado por Jaime ter oferecido dinheiro para ajudar vítimas de violação, quando é ele próprio um predador sexual, destruindo a televisão.

Humberto desaba a chorar perante Lara a dizer que nunca se vai perdoar por não ter percebido o que se passava entre Dalila e Jaime.

Lara abraça Humberto, prometendo-lhe arranjar maneira de fazer Jaime pagar por todo o mal, que tem feito. Simão alerta uma furiosa Mónica que não vale de nada denunciar Jaime à comunicação social sem provas e liga a Lara, pedindo-lhe que se encontrem nos armazéns.

Isaura critica Jaime pelo que fez a Dalila e olha-o com asco, mas controla-se a anuir ficar do lado dele. Simão diz a Lara e Mayra que o plano para todos se vingarem das atrocidades de Jaime, passa por deixá-lo na miséria, e para isso precisa dos préstimos de Mayra.

Na presença de Hermínia, Flor assente a Cláudia estar a gostar muito de se ter mudado para aquela casa e que Elvira a tem tratado muito bem.

Cláudia sai abatida e Hermínia saca da arma que tinha encostada a Flor, dizendo que ela mente muito bem. Max e Elvira falam do plano para roubarem as joias que vão chegar aos armazéns.

Flor irrita-se com Hermínia, por ela a avisar que vai participar no próximo assalto que vão fazer, conseguindo fugir de casa.  Filipe tenta nova aproximação a Joana e ela cede. Patrícia interrompe o momento, acusando a mãe de se fazer a todos. Joana segue furiosa para o quarto e Filipe vai atrás dela.

Tiago, a beber, não dá importância a Cláudia a pedir-lhe ajuda para acalmar Mónica, que está descontrolada na loja a acusar Jaime de ser um violador. Jaime fica furioso por Cláudia lhe dizer que Mónica está a denegri-lo na loja, e que apesar de concordar com ela, zela pelo trabalho acima de tudo.

Jaime pede desculpa pelo sucedido aos clientes e ordena a Tiago que expulse Mónica dali. Simão aparece e avisa o irmão que ele deixou de poder dar ordens ali dentro, com Jaime a responder-lhe ameaçador, que isso será um assunto que irá ficar resolvido em breve.

Jaime diz a Mayra nunca mais querer ver Mónica nos armazéns, ordenando-lhe que convoque uma reunião de acionistas para o dia seguinte.

Mayra manda de pronto mensagem a Simão, a avisá-lo terem de agir. Patrícia olha em choque para Joana a dizer-lhe já estar tudo tratado para ela ir estudar para Lisboa, dizendo-lhe para aproveitar para refletir na maneira como trata os outros.

Elvira tenta estreitar relações com Flor, dizendo-lhe que também detesta Hermínia e propõe conseguir que ela volte para os Messias, se ela colaborar no próximo assalto.

Simão e Lara sorriem constrangidos por Inês expressar a sua felicidade por eles estarem novamente juntos, não acreditando, quando o pai lhe diz que são só amigos.

Mayra assegura a Mónica que vai começar o fim de Jaime, e que ele vai finalmente pagar pelo mal que fez a tantas mulheres. Simão e Mayra entram para a reunião, pegando-se de pronto com Jaime por ele não ter esperado por eles, avisando-o que estão ali para destituí-lo do cargo da direção dos armazéns.

Jaime vinca aos acionistas que todas as acusações que lhe andaram a imputar são falsas e todos olham espantados para a televisão, onde aparece a Pessoa a comunicar ter factos relevantes para lhes mostrar, de modo a decidirem se destituem ou não, Jaime da direção.