“Alma e Coração”: Resumo dos próximos episódios

"

184º Episódio (18 a 24 de março)

Jaime sai do palacete com a tela debaixo do casaco. Um polícia aproxima-se e Jaime finge que não o ouve. Ganha coragem e começa a correr enquanto Diana observa tudo.

Na rua, Jaime corre depressa quando Diana aparece de surpresa e o manda subir para a mota. Quando a polícia se aproxima do local já não vestígios deles.

No hospital, Cecília chora e pede desculpa a Leonor. Admite que raptou o bebé Manuel e que se mutilou para magoar Luís e Vera pois estava desesperados. No entanto, quer curar-se e ficar bem pela filha.

Luís quer fazer queixa na polícia contra Cecília mas Vera pede-lhe que não o faça e está disposta a perdoar a irmã. Só espera que Cecília leve o tratamento a sério e Luís tem muitas dúvidas disso.

Júlia vai à casa de Aida para pedir ajuda, quer deixar de ver pessoas mortas. Aida promete que vai ajudar. Leo, também perturbado, quer que a mãe o ensine a lidar com as suas visões e sonhos.

Leonor aparece com Margarida em casa de Luís e Vera e declara que quer viver ali com eles. Estes ficam satisfeitos com a decisão dela e, por fim, Leonor partilha que Cecília está mesmo decidida a tratar-se.

Marta mostra, nervosa, a promoção do seu espetáculo a António e beijam-se cúmplices. Diana interrompe-os atrapalhada e quando fica a sós com António, informa-o que se vai embora com Jaime. António ainda tenta convencê-la a ficar mas Diana está irredutível.

Gonçalo procura Vitória em sua casa e propõe-lhe aproximarem-se aos poucos, sem pressão. A conversa é interrompida por uma mensagem de Samuel a avisar que está tudo pronto.

Jaime observa o palacete que vai assaltar e, a seguir, fala com Samuel para lhe passar informações.

Lucas e Nelson preparam-se para entrar no museu e accionar o alarme quando Samuel repara num carro com dois agentes lá dentro. Acha suspeito e continua a caminhar sem parar, enquanto foge dali.

Jaime ouve o alarme do museu a disparar e quando o segurança do palacete se afasta, Jaime entra no palacete.

Gonçalo faz uma chamada anónima para a polícia a denunciar que uma casa está a ser assaltada.

Nas traseiras do museu, Nelson e Lucas fogem ao ouvir as sirenes da polícia. Vai cada um para seu lado e Nelson é interceptado por um dos agentes da PJ que revela, agora, que o têm seguido.

Jaime sai do palacete com a tela debaixo do casaco. Um polícia aproxima-se e Jaime finge que não o ouve. Ganha coragem e começa a correr enquanto Diana observa tudo.

Na rua, Jaime corre depressa quando Diana aparece de surpresa e o manda subir para a mota. Quando a polícia se aproxima do local já não vestígios deles.

Lucas pede a Gustavo que minta e que seja o seu álibi se a policia vier atrás dele. Irritado, Gustavo recusa-se a compactuar com isso e acusa Lucas de só o tratar como irmão quando lhe convém.

Alex surpreende Nelson a entrar em casa e não esconde que desconfia dos esquemas do tio. Começam a discutir e Eduarda e Flávio aparecem na sala, atraídos pela confusão. Nelson sai irritado e todos acham a atitude suspeita.

Samuel está preocupado com Nelson e Gonçalo percebe que o seu capanga esconde algo. Samuel disfarça e fala de Jaime que já deve estar a ser interrogado.

Em Marrocos, Rodrigo fala com outro prisioneiro e declara que têm de fugir nessa noite. O outro prisioneiro está com muito medo, disse que conseguia acompanhar Rodrigo mas desiste.

Jaime está receoso de voltar a ser preso mas Diana assegura que ninguém os seguiu. Jaime quer ir entregar o quadro e receber o dinheiro e ficam de se encontrar depois.

Rodrigo finge ter um ataque epiléptico e o guarda aproxima-se dele para o ajudar. Leva o para fora enquanto um dos prisioneiros guarda as cartas de Rodrigo para Diana.