“Alma e Coração”: Resumo dos próximos episódios

"

73º Episódio (26 de novembro a 2 de dezembro)

No tribunal, o juiz absolve Vitória dos crimes que foi acusada. Fora de si, Marta grita com o juiz e tira a prótese diante de todos. Dirige-se a Vitória e chama-lhe monstro e que é a responsável por ela ter ficado sem perna, espera que ela fique bem com a sua consciência.

Adelaide pede desculpa a Carmo pela forma como tratou Celso e, para se redimir, sugere que a filha o traga para jantar lá em casa. Aparentemente, quer conhecê-lo melhor, o que deixa Carmo desconfiada.

No templo, Jacinta está convencida que o pastor vai ajudar Deolinda mas ele desaprova a presença dela ali. Incomodada, Deolinda fala sobre o dinheiro que doou e o padre disfarça que só sobe de patamar lá dentro quem paga mais. Jacinta exige que Deolinda fique para as leituras e o pastor vê-se obrigado a deixar ficar.

Na marisqueira, Nelson e Ana conversam divertidos sobre la forma como se conheceram. Alex observa e pergunta a Eduarda quem é aquela mulher mas esta não quer saber, está contente pelo irmão ter alguém e não pensar só em trabalho. Ana e Nelson saem juntos para casa dela.

Naomi sente-se desesperada com a atitude de Aida e reforça que devia ser Gustavo a defendê-la. Aida explica que Gustavo não a percebe e apesar das súplicas da filha, não vai recuar pois tem a certeza que Leo será preso.

Diana faz mais uma sessão de regressão com o hipnotizador e Giacomo. Vai até à sua infância e recorda um momento em que a sua mãe a embala. Fica muito agitada e tem de ser “acordada”. Giacomo fica furioso e pede-lhe que se esforce mais mas o hipnotizador observa que têm de ter calma.

Fernando vai visitar Leonor e Cecília agradece ao pai por toda a ajuda que deu para encontrar a neta. Emocionado, Fernando abraça Leonor e pergunta-lhe o que quer fazer. Esta não quer fazer nada e vai para o quarto deixando o avô triste e frustrado.

No tribunal, o juiz absolve Vitória dos crimes que foi acusada. Fora de si, Marta grita com o juiz e tira a prótese diante de todos. Dirige-se a Vitória e chama-lhe monstro e que é a responsável por ela ter ficado sem perna, espera que ela fique bem com a sua consciência.

Daí a pouco, Vitória corre para a casa de banho e vomita e chora a descarregar toda a pressão que tem em cima. Sente-se muito mal mas Júlia acalma a filha.

Diana sai do tribunal, onde assistiu a tudo, muito abalada. Marta ordena ao pai que esqueça que ela existe e apesar de Gustavo querer recorrer, recusa-se a passar por aquilo novamente.

Luís e Cecília estão muito preocupados com Leonor e acordam reconciliar-se para o bem da filha.

Diana sente que Vitória pode ser mesmo culpada e sente-se mal por ter abandonado a filha ao cuidado de uma louca. João desvaloriza mas Diana não consegue ficar em paz.

Nelson e Lucas conversam sobre a situação complicada de Aida e apesar das súplicas de Lucas, Nelson não pode eliminar provas do processo. Se ele quer ajudar os Andrade, está por sua conta.

Naomi esquiva-se a falar com Leo quando começam a ouvir gritos. São agentes do SEF a levar um vizinho que está ilegal em Portugal. A mulher dele fica arrasada e Naomi vai consolá-la.

Depois de ter assistido a tudo, Aida entra em casa e reza para sentir algum conforto. Leo decide entregar-se à polícia mas a mãe não o permite e avisa que será a palavra dele contra a dela.

Na casa de chá, Clara fica chocada com o desfecho do julgamento e Gustavo partilha que Marta não quer recorrer a decisão do juiz.

Vitória chega a casa muito frágil, apoiada por Júlia. Pensou mesmo que ia ser condenada e, no seguimento disso, afirma diante de Júlia que quer saber quem é a família do seu pai. Júlia quase desfalece ao ouvir aquilo.

Adelaide convoca André para um encontro num hotel daí a quinze minutos. Este assente, nervoso, e Adelaide pede que justifique a sua ausência com uma reunião com um cliente.

Carmo convence Celso a ir jantar a sua casa e este aceita o convite mas avisa que irá embora à primeira humilhação. Beijam-se apaixonados.

Luís e Cecília chegam a casa com Leonor, vindos da psicóloga. Vera dá uma revista a Leonor, igual à que Camila roubou quando estavam em cativeiro. Desaba a chorar sem que ninguém perceba o porquê.

Na rádio, Francisca partilha com Rodrigo que conseguiu marcar a entrevista com Cecília como um caso de superação. No entanto, acha desumano expor Leonor também. Rodrigo aplaude o sucesso dela e acha que Paulo também vai ficar bem disposto.

Júlia vitimiza-se diante de Fernando por Vitória agora querer saber quem é a família do pai. Fernando recorda-a que ela está naquela situação por opção e mostra-se pouco compassivo. Júlia reclama a sua falta de apoio.

Clara está revoltada com o verídicto do tribunal em relação a Vitória. Para desanuviar, desafio Celso para saírem. Este fica atrapalho mas aceita, explicando que tem um compromisso mas irá ter com ela a seguir.

Na marisqueira, Marta janta com a sua família e sente muita raiva. Margarida fica atrapalhada quando vê Vera entrar para jantar com António. Este aproxima-se de Marta e pede-lhe que venha ter com ele à escola de circo, no dia seguinte. Durante o jantar, Vera partilha com António que não se sente bem a viver em casa da irmã.

Diana comenta com João que sabe que corre risco de vida com Giacomo mas está decidida a continuar a regressão para ver a mãe.