“Alma e Coração”: Resumo dos próximos episódios

"

12º Episódio (24 a 30 de setembro)

Vitória conduz furiosa e acelera a fundo enquanto vai respondendo às mensagens de Clara. Não vê Marta que atravessa na passadeira e atropela-a, de forma violenta. Fica em pânico e decide fugir. Marta fica caída no chão, sem sabermos se está morta.

Diana, Rui e alguns alunos preparam o espaço da festa. António entra e Diana percebe que algo aconteceu. António desafia-a para beber um café e poder desabafar. Já a sós, António conta que esteve com o pai no cemitério e que ficou triste pela forma diferente de ver a vida que ambos têm. Para animar o amigo, Diana “obriga-o” a ligar a Vera e a convidá-la para a festa. João aparece para falar com Diana.

Vera está concentrada no seu projeto quando atende a chamada de António. Recusa o convite para a festa mas aceita encontrar-se com ele ao final do dia.

A sós, João conta a Diana sobre a chantagem de que está a ser alvo. Sabe que não têm garantias de que no futuro as fotografias não sejam publicadas. Ela aproveita para lhe dizer que quer que ele diga à família que já não estão juntos e João apela para que não seja já pois não é a melhor altura.

Na marisqueira, Eduarda está atarefada e fala com Alex sobre a sua namorada, Jessica. Acha que ela é uma oportunista e que só está com ele por dinheiro. Alex reage mal e responde à mãe que quer casar com ela.

Na casa de chá, Flávio fala com orgulho de Alex. Gustavo mente a Vitória e inventa uma desculpa para não estarem juntos à noite porque vai sair com a irmã Marta. Vitória fica chateada. Por sua vez, Celso insinua-se a Carmo e esta fica nervosa com a conversa.

Vera vai visitar a escola e elogia o trabalho de António. Explica que não pode ir à festa porque tem de trabalhar. Diana conversa ao telefone com Rodrigo e promete que vai tentar ir ter com ele ao festival.

Vera vai à casa de banho e fica presa lá dentro. Entra em pânico e chora, desesperada. António arromba a porta e tira-a lá de dentro. Já mais calma, Vera explica que tem medo de ficar fechada porque ficou presa numa avalanche e fala da morte do seu namorado. António fica com pena dela. Diana recebe nova mensagem com ameaças.

Cecília faz perguntas a Leonor sobre o trabalho de grupo e esta fica chateada com a desconfiança da mãe. Vai para o quarto e Cecília prepara-se para ir ver o telemóvel da filha mas Luis impede-a. Discutem por causa disso.

Diana encontra-se com Júlia e mostra-lhe as mensagens com as ameaças. Júlia faz-se de desentendida e diz que Diana devia ir à polícia fazer queixa. Diana não quer ir e Júlia sabe disso pois tem uma identidade falsa. Diana apenas declara que não quer fugir mais.

Quando Nestor fala a Adelaide de comprar a dívida da empresa de Fernando, esta acha que é um péssimo negócio. Nestor acha que a filha não quer ajudar Fernando porque ele a rejeitou no passado.

Em casa, João está tenso por causa da chantagem. Adelaide comenta que a paciente que ele operou acha que ele cometeu um erro e que isso pode prejudicar a sua carreira. Para a silenciar, João decide oferecer a cirurgia.

Vera chegou a casa e fechou-se no quarto e ninguém sabe o que ela tem. Marta e Gustavo vão para a festa no bairro. Margarida convida Fernando para ver um filme consigo mas este recusa e deixa-a sozinha na sala.

A festa no bairro está animada e Marta dança divertida. Naomi ensina Gustavo a dançar e Clara chega com Celso. Ao ver ali Gustavo, Clara tira uma fotografia e manda a Vitória.

Em casa, Vitória fica possessa ao ver Gustavo a dançar com Naomi. Decide ir até lá e surpreendê-lo. Júlia aconselha a filha a ter cuidado mas Vitória sai furiosa.

Marta dança animada mas ao fim de algum tempo decide ir embora. Gustavo quer acompanhá-la mas ela diz ao irmão para ficar com Naomi. Já chamou um táxi e ele pode ficar descansado.

Rui vê Marta sair da festa e oferece-se para a acompanhar mas Marta está bem e recusa.

Gustavo continua a dançar com Naomi e está visivelmente encantado com ela. Clara está indignada e vai trocando mensagens com Vitória. Alerta-a para não entrar logo no bairro e para a avisar quando chegar.

Vitória conduz furiosa e acelera a fundo enquanto vai respondendo às mensagens de Clara. Não vê Marta que atravessa na passadeira e atropela-a, de forma violenta. Fica em pânico e decide fugir. Marta fica caída no chão, sem sabermos se está morta.

Vitoria, dentro do carro, olha pelo espelho retrovisor e vê o corpo da pessoa que atropelou caído no chão. Começa por ligar para o 112 mas desiste e decide fugir do local.

Na festa africana, Gustavo continua a dançar encantado com Naomi quando Rui entra a correr para lhe dizer que a rapariga que estava com ele foi atropelada. Gustavo sai a correr, seguido por Naomi.

António está perto do corpo de Marta que continua inanimada, no chão. Gustavo fica desesperado ao ver a irmã sem sentidos e não sabe o que fazer. António comunica-lhe que a pessoa que fez aquilo fugiu.

Júlia prepara-se para mandar uma mensagem a ameaçar Diana quando Vitória entra em casa a chorar, em pânico com o que acabou de fazer. Conta à mãe que atropelou alguém com o carro e que fugiu. Júlia decide ajudar a filha e garante que vai ficar tudo bem. Sai para a rua.

Marta dá entrada no hospital enquanto Gustavo chora. Sente-se culpado por ter deixado a irmã sozinha. O médico avisa que a vão operar de imediato e afirma que a lesão na perna é grave, tem uma fractura exposta. Gustavo implora ao médico que faça tudo por tudo pois a irmã é bailarina.

Júlia abandona o carro de Vitória numa rua deserta e deixa as chaves na ignição para fingir que o carro foi roubado. Certifica-se de que ninguém a vê.

No bairro todos arrumam o espaço, consternados pelo atropelamento de Marta. Naomi e António comentam que Marta estava viva mas a perna estava em muito mau estado.

No bloco operatório, os médicos operam a perna de Marta. Estão preocupados e percebemos que há complicações na perna. O médico decide ir falar com a família dela.

Na sala de espera, o médico comunica à família de Marta que terão de amputar-lhe a perna pois deixou de ser irrigada pelos vasos sanguíneos. Não há nada que possam fazer. Margarida pede ao médico para que faça o que for preciso para salvar Marta. Gustavo sente cada vez mais culpa.

Danny entra no carro de Vitóriaq que encontra abandonado. Liga o rádio e sorri, arrancando satisfeito. Mais à frente, pára o carro e convida amigos seus para irem dar uma volta no seu carro novo. Os rapazes entram, animados, e Danny arranca depressa, a queimar os pneus.

No dia seguinte, Júlia liga para a polícia a comunicar o roubo do carro. Vitória está muito desorientada, consumida pela culpa por não ter prestado cuidados à pessoa que atropelou. Júlia acalma a filha e dá-lhe indicações do que há de fazer.