“Alma e Coração”: Resumo dos próximos episódios

"

280º Episódio (17 a 23 de junho)

No descampado, Diana, Júlia e Rodrigo mostram a arma a Gonçalo. Vitória faz-se de vítima e é ela quem entrega a arma a Gonçalo. No fim, ele liberta-a das cordas e beija- a carinhoso. Ficam todos em choque quando Vitória afirma que quer ficar com o pai.

Em flashback, Gonçalo diz a Vitória que sabe que ela, Júlia e Diana o querem ver na prisão e que estão contra ele juntas. Refere ainda que ela não ganhará nada com ele preso e oferece-lhe dinheiro e poder. Vitória aceita trair Diana e Júlia.

Carla acorda assustada na autocaravana. Acorda Martim e acha que o fantasma do avô voltou. Martim vai ver o que se passa e volta todo arranhado. Era um gato que estava no motor. Carla fica aliviada.

Júlia e Diana estão muito abatidas e Diana decide entregar a arma a Gonçalo. Rodrigo opõe-se e não a deixa sair de casa. Júlia recebe um áudio de Vitória e Rodrigo consegue localizar a chamada dela.

Na rádio, Celso faz o programa sozinho e Laura entra no estúdio zangada. Ainda fica mais irritada ao saber que Rodrigo está doente e não vai trabalhar. Celso ainda tenta desanuviar o ambiente mas não consegue.

Ao pequeno-almoço, Raimundo e Aida conversam, os dois sentem-se bem juntos. Beijam-se e têm de disfarçar quando Naomi entra. Ela vem dizer à mãe que estão a resgatar refugiados no mar e Fátima pode estar no barco. Aida reza pela amiga.

A GNR resgata os refugiados. Fátima tem os dois filhos com ela mas perde um deles no meio da confusão. Chora desesperada e implora a um dos polícias que o encontrem. O polícia fala com os colegas para iniciarem uma busca no mar.

Muito nervosa, Aida acende velas para que Deus proteja Fátima e os seus filhos. Naomi também está muito aflita. Raimundo procura ver notícias na televisão sobre os refugiados.

No mar, o sargento Vieira traz o filho de Fátima que estava perdido. Presta-lhe os primeiros socorros e o menino reage. Fátima chora de alívio e abraça o filho. Agradece muito emocionada ao polícia.

Na prisão, Zé Maria está desesperado e pede ajuda a Gustavo. Quer mudar as suas declarações porque se não sair dali não chegará vivo ao julgamento. Gustavo garante que vai estudar o processo e ver o que pode fazer.

Diana, Julia e Rodrigo chegam ao armazém mas não encontram Vitória, somente os vestígios de lá esteve. Gonçalo liga para Diana, satisfeito com o seu sofrimento e ela ameaça-o, ou ele liberta Vitória ou ela vai à polícia. Ficarão à espera que ele indique o local para entregar a arma.

Gonçalo manda a localização do sítio onde quer que deixem a arma e a seguir fala com Octávio, garantindo que o problema da droga está resolvido.

Na casa de chá, Raimundo conversa com Deolinda sobre Clara e conta que ela foi despedida da rádio e precisa de ajuda. Deolinda não quer saber e Raimundo recorda-lhe que ela tem um lugar para a acolher e são amigos dos pais dela.

Antes de ir para o Brasil, Luís está nervoso e angustiado. Leonor diz ao pai que vai correr tudo bem e Luis assegura a Sebastião que vai arranjar alguém para os ajudar. Sofia aparece para se despedir de Leonor.

No estaleiro, Carmo pede desculpa q Pedro e a Vera e explica que Adelaide precisava de se distrair. Não teve como negar e levou os projetos para ela ver. Nestor ouve tudo e quer ser ele a levar os projetos a Adelaide e  declara que só quer o bem da filha. Carmo tenta ligar a Rodrigo para combinar um almoço de irmãos.

No descampado, Diana, Júlia e Rodrigo mostram a arma a Gonçalo. Vitória faz-se de vítima e é ela quem entrega a arma a Gonçalo. No fim, ele liberta-a das cordas e beija- a carinhoso. Ficam todos em choque quando Vitória afirma que quer ficar com o pai.

Em flashback, Gonçalo diz a Vitória que sabe que ela, Júlia e Diana o querem ver na prisão e que estão contra ele juntas. Refere ainda que ela não ganhará nada com ele preso e oferece-lhe dinheiro e poder. Vitória aceita trair Diana e Júlia.

Diana não quer acreditar que Vitória se aliou a Gonçalo e as traiu. Vitória despreza as duas mães e vai embora com Gonçalo. Júlia chora, cheia de remorsos, a culpa é sua que Vitória seja ambiciosa e sem escrúpulos.

João está apático a não quer sair de casa nem fazer nada. Adelaide enerva-se com a atitude do filho. João só quer estar sozinho e tanto Carmo como Adelaide percebem. No entanto, avisam que não vão desistir dele. Carmo diz ao irmão que o adora.