“Alma e Coração”: Resumo dos próximos episódios

"

271º Episódio (10 a 16 de junho)

Na Somecel, Octávio discute com Gonçalo que garante que vai apanhar Nelson e não há razão para se preocupar. Octávio avisa que, ou entrega Nelson vivo ou morto, daí a 24 horas ou o negócio fica sem efeito.

Júlia e Vitória conversam e a jovem sente-se frustrada  por não conseguirem apanhar Gonçalo. Júlia acredita que tem de haver uma ponta solta para o apanharem. Toca o telemóvel de Vitória e ela fica a saber que houve um incêndio na Somecel e há um morto.

Gonçalo é interrogado pela PJ que quer saber quem são os seus inimigos. Gonçalo responde que não tem inimigos e faz-se desentendido. Por fim, diz ao polícia que faça o seu trabalho e que descubra quem o tentou matar.

Na rádio, Clara prepara-se para sair, em reportagem. Celso fala com Laura sobre viverem juntos e está reticente. Laura pede que ele não pense tanto no futuro, agora estão juntos e bem, se as coisas não funcionarem, separam-se. Celso ainda fica mais apreensivo.

Leo fica furioso porque Aida foi à esquadra da polícia falar do desaparecimento de Lucas. Este explica que a polícia não quer saber de pessoas como eles, se querem justiça ou ajuda têm de tratar disso, sozinhos.

Na esplanada, Rui não tem mãos a medir com tanto trabalho. Deolinda aparece e, em vez de ajudar Rui, senta-se numa mesa, como se fosse cliente. Faz dele o que quer e Rui deixa-se manipular.

Na autocaravana, Esmeralda fala com Carla sobre o seu plano de protocolos com a escola de circo e com as empresas. Para avançarem com isso, pede a Carla que lhe ensine algumas noções básicas para ela a ajudar com as massagens. Carla percebe que ela quer aproximar-se de António.

Na loja de discos, Marta atende uma cliente. António surpreende-a com um voucher de um fim de semana num hotel de charme e Marta recusa. Não quer fazer nada que possa inviabilizar a gravidez, se já estiver realmente grávida. António lamenta mas compreende. Falam sobre o espetáculo na escola.

Luis sente um grande alívio por ter contado a verdade sobre o seu passado a Leonor. Refere que a sua irmã era a alegria da casa e acha que os pais preferiam se tivesse sido ele a morrer em vez dela. Não pretende ligar ao pai nem quer falar mais disso.

Helena, uma amiga de Adelaide, vai visitá-la e quer a sua ajuda para convencer João a voltar a operar pois precisa de uns retoques na cara. Carmo entra entrega a cópia do projeto do estaleiro à mãe. Adelaide agradece e a seguir liga a João.

João recusa o convite de Adelaide para jantar mas ela insiste e ele acaba por ceder. Olha para o contato de Nelson no telefone e quase o apaga mas desiste.

Rodrigo vê as notícias e comenta com Diana que a explosão da Somecel está em todo o lado. Diana admite que apesar de saber que está errado, gostaria que Gonçalo tivesse morrido na explosão. Falam sobre Gonçalo.

Júlia e Vitória fingem preocupação com Gonçalo e querem saber se ele suspeita de alguém. Este afirma que não sabe quem poderá querer matá-lo e vai reforçar a segurança.

Em casa dos Macedo, todos conversam mas João só pensa nos resultados dos seus exames. Nestor fala do atentado contra Gonçalo e para desanuviar, sugere irem todos ver o espetáculo da escola de circo no dia seguinte.

Pedro janta com Carmo, Sofia e Leonor e as jovens falam sobre Leo em código. Carmo percebe que alinha na conversa delas. Pedro fica estarrecido ao ouvir Sofia falar da gravidez de uma amiga com a maior naturalidade.

Rui chega exausto a casa e encontra Deolinda a ver a novela e a pintar as unhas. Nem o jantar fez. Rui está cansado e avisa que se ela continuar a tratá-lo assim, qualquer dia vai embora. Deolinda ignora as queixas dele.

Vitória conta a Rodrigo que não conseguiu saber nada sobre Gonçalo. Este não abriu o jogo nem revelou quem o quer matar. Nesse momento, Vitória recebe uma chamada de Nelson e fica nervosa. Combina um encontro com ele.

Na Somecel, Octávio discute com Gonçalo que garante que vai apanhar Nelson e não há razão para se preocupar. Octávio avisa que, ou entrega Nelson vivo ou morto, daí a 24 horas ou o negócio fica sem efeito.

Na loja de tecnologia, Luís conversa com Júlia sobre o atentado a Gonçalo. Júlia comenta que ele está bem mas apanhou um grande susto. Sente uma tontura e Luis ampara-a. Júlia acha que pode ser um efeito secundário da medicação e recusa ir ao hospital.