"

Carlos Vieira surge em “A Impostora” para ‘baralhar’ Verónica

Convencida de que a irmã foi atacada por Frederico e que é ele o pai do seu sobrinho, Verónica vai focar na família deste a sua vingança, mas será confrontada com diferentes situações ao longo do seu plano, que vão fazê-la questionar os seus próprios atos.

Uma dessas situações, avança a revista ANA, é o aparecimento na história de Rafael, personagem vivida pelo ator Carlos Vieira, que entra na história de forma misteriosa e que surpreende a filha de Jacinto ao dizer que está de volta e que teve muitas saudades dela e do filho de ambos.

Em “A Impostora”, Verónica já se lembrou num flashback de uma conversa que teve com a irmã numa praia de Maputo, dias antes de ela entrar no avião no qual desapareceu, e em que ficou surpreendida quando ela lhe contou que esteve à beira do altar.

Confiante de que conhecia completamente todos os passos da gémea, Verónica questiona-a sobre quem era o homem que ela nunca lhe apresentou e esta conta-lhe que foi um colega de escola com quem já havia namorado.

Porém, o relacionamento chegou ao fim após a trágica festa de aniversário em que foi violada, pois não poderia ficar com o namorado depois do que aconteceu.

O surgimento do homem misterioso causa um verdadeiro pânico a Verónica, pois vai pôr em causa se conhecia verdadeiramente a doce e frágil Vitória, que aparentemente lhe escondeu uma vida dupla.

O único que parece saber todos os segredos da falecida é o Padre Francisco, seu confessor, a quem ela contou em confissão quem foi o homem que a violou.

Com o aparecimento de Rafael, que não percebe como é que ela pode não se lembrar dele, já que garante ser o pai de Jaiminho, Verónica vai viver dias difíceis e chega a suspeitar que ele pode ser o verdadeiro violador.

Rafael vai reclamar a paternidade do menino, o que levará a sobrinha de Lucrécia a regressar a Moçambique para evitar que um estranho lhe ‘roube’ o sobrinho e terá mesmo de afastar-se de todos para que a sua máscara não caia, já que todos começam a questionar como é que ela não se lembra do pai do filho e do homem com quem chegou a viver no passado.