"

‘Doença mental’ é o tema do “E Se Fosse Consigo?” de hoje

E Se Fosse Consigo

“E Se Fosse Consigo?”

O próximo “E Se Fosse Consigo?” aborda o preconceito relativo à doença mental.O programa é emitido esta noite na SIC.

As doenças do foro psiquiátrico continuam a ser associadas a mitos e ideias pré-concebidas que encerram desconhecimento. Uma ida ao psiquiatra ainda é mantida em segredo por muita gente e há até quem não se trate por vergonha, num país onde se estima que uma em cada 5 pessoas seja afetada por doença mental, seja qual for a patologia.

No serviço nacional de saúde, os serviços de psiquiatria e psicologia têm sido relegados para segundo plano relativamente a outras doenças e continuam a não estar à altura das necessidades.

A espera por uma consulta pode agravar o estado do doente e impede o acompanhamento regular que muitas situações exigem. Além do difícil acesso aos cuidados de saúde, as pessoas com doença mental têm também de enfrentar o estigma dos outros. No trabalho, na vida social e até na própria família, não faltam casos de diferentes formas de exclusão e desrespeito dos direitos destes cidadãos.

Na habitual situação que o programa “E Se Fosse Consigo?” preparou com câmaras ocultas, várias pessoas entram numa sala para responderem a um inquérito sobre saúde mental sem saberem que estão a ser gravadas. No final, são confrontadas com as suas próprias respostas e sobre o que elas encerram de desconhecimento ou preconceito relativamente a pessoas com doença mental.

O programa apresentado por Conceição Lino vai para o ar hoje, no “Jornal da Noite” da SIC.