"

Endemol e Shine vão fundir-se


Endemol-Core-Shine

O mercado televisivo prepara-se para ver a fusão entre duas produtoras bem posicionadas em Portugal. A Endemol, responsável por formatos como o “Dança com as Estrelas” e o “Secret Story: Casa dos Segredos” e a “Shine” produtora do “The Voice Kids”, “Vale Tudo”,”Peso Pesado” e “MasterChef Portugal” vão juntar-se e tornar-se uma só.

«Achamos que temos a oportunidade de criar algo que poderia ser o líder em termos de escala, que pode ser uma plataforma mais alargada, uma tela mais ampla, se se quiser… Consideramos que a fusão Shine/Endemol e Core Media pode vir a ser uma oportunidade muito atraente», referiu James Murdoch, COO da 21st Century Fox – empresa que acordou com a detentora da Endemol, a Apollo, um processo de fusão na semana passada na conferência inaugural em Cannes, avança o Diário de Noticias.

O responsável ressalvou, no entanto, que «não se pode exagerar nas sinergias. É preciso deixar que as pessoas prossigam com o seu espetáculo, que possam gerir a sua loja da maneira como quiserem. E se se pretende criar uma plataforma que reúna os melhores profissionais no mundo para o fazer… é preciso ter a certeza que não se está a exagerar na engenharia de larga escala. Mas em termos de distribuição e de atitude comercial no mundo, acreditamos que há benefícios».

Segundo o DN, «até ao fim do ano não haverá mexidas nas produtoras multinacionais que têm filiais em Portugal». Porém em 2015, a fusão poderá já acontecer…

«Ainda não recebemos indicações sobre eventuais reestruturações, mas o processo da joint venture entre a Fox/Apollo (fundo de risco que detém a Endemol) ainda decorre», explica Lurdes Guerreiro, diretora-geral da Endemol Portugal.

Já a Shine Iberia, as respostas chegaram da fonte oficial da delegação espanhola da produtora, que sustentou que «esta é uma operação que decorre nos Estados Unidos e que está em estudo, não há uma posição clara sobre os resultados da operação». O mesmo porta-voz lembra que «não é possível, para já, qualquer comentário sobre o processo, os efeitos ou a eventual futura organização quer em Portugal quer em Espanha. É preciso esperar que a fusão seja aprovada».