“Golpe de Sorte”: Resumo dos próximos episódios

"

13º Episódio (10 a 14 de junho)

No dia seguinte ao rapto, Alvorinha aparece na primeira página do Liberal. Sílvia encontra Ricardo e diz que é obsceno o aproveitamento jornalístico de uma situação tão preocupante. No armazém, Telma é obrigada a fazer um vídeo para mostrar aos Garcia que continua viva. Céu vê o vídeo em pânico, sentindo-se impotente e chorando o desaparecimento da filha. A GNR tenta localizar o local de onde o vídeo foi feito. Estarão perto, os raptores?

Na pensão, Preciosa diz que o prémio ganho por Céu só veio trazer desgraças a Alvorinha e José Luís informa Patrícia que Carlos quer falar consigo, deixando-a de imediato muito tensa. Acabará por ir ao Centro falar com Carlos, com este a informá-la de que a sua esposa tentou suicidar-se e que por isso quer que Patrícia vá trabalhar lá para casa para auxiliar Teresa. Patrícia aceitará o convite?

Caio liga para a Polícia como anónimo a dar pista sobre o paradeiro de Telma. Logo a seguir, os raptores saem do armazém, deixando a filha de Céu sozinha até ser encontrada pelo próprio Caio, que se torna o herói que salva a refém quando a GNR chega ao local. Quando Caio e Telma saem do armazém, Ricardo tira-lhes uma fotografia, eternizando o momento. O jornalista fez o mesmo quando Céu veio abraçar a filha, muito comovida. Depois agradeceu profundamente ao herói Caio, grata pelo gesto heróico do vilão. Irá Caio entrar na vida dos Garcia pela porta grande?

Com Telma resgatada sã e salva, Céu quer saber mais sobre o herói que lhe salvou a filha. Caio aceitará o jantar e dança de agradecimento e acabará a jornada por ficar a trabalhar no palacete. Com os dois vilões instalados no seu próprio ninho, a paz dos Garcia durará até quando?

A polícia começa o seu processo de interrogatórios: interroga Ricardo, pedindo-lhe que se mantenha por Alvorinha, interroga Caio, que sai como insuspeito herói, e interroga Telma, que aponta o vilão como o seu grande salvador. Tendo a faca e o queijo na mão, Sílvia e Caio rapidamente procuram apontar as culpas do rapto a quem lhes pode fazer frente: o jornalista Ricardo. São várias as insinuações que Sílvia, em modo Miriam, faz sobre o jornalista a Maria do Céu que, confiando totalmente na vilã, vai acreditando nas falsas acusações. Até quando perdurará esta confiança da euromilionária em Miriam?