“Jogo Duplo”: Resumo dos próximos episódios

"

Episódio 242 (15 a 21 de outubro)

Álvaro diz que o único problema é João ter estado só com Margarida em casa no dia em que os miúdos apareceram. João acha que as suas impressões digitais foram falsificadas por Manuel e Álvaro pergunta-lhe se ele vai dizer isso ao juiz. João diz que tem de pensar.

Steven chega e conta que Vítor não lhe disse nada. Preparam-se para ir para o tribunal quando chega Diogo e Alexandre. Margarida agradece o apoio deles e saem para o tribunal.

Maria João vê a notícia da prisão de João. Manuel acha que Tomás podia mesmo ser o raptor de Steven e João matou-o e fez desaparecer o corpo. Maria João espera que Margarida largue João de vez e Manuel diz que se fez justiça. Óscar e Vítor preparam-se para ir para o tribunal, quando entra Miguel.

Miguel diz que acredita na lei e na justiça e, por isso, decidiu contar tudo o que sabe e que enviou um mail ao diretor nacional. Vítor e Óscar ficam em choque. Miguel diz que fez um juramento e vai cumpri-lo e acusa Óscar de perder a cabeça por tudo e por nada e Óscar acusa Vítor de proteger Miguel.

Vítor acaba com a discussão. Miguel quer ir ao tribunal, mas Vítor não deixa Vítor e Óscar dirigem-se à saída quando surge Freddy. Diz que precisa de falar com Vítor sobre Sandra. Freddy conta que Sandra é amiga de Botija e frequenta a carreira de tiro de Carlão e que acha que foi Steven que a desencaminhou.

Vítor diz que mais tarde trata disso. Sandra defende João com muito fervor a Leonor e acha que ela se está a acaba por confessar que foi João que os salvou do raptor. Leonor pergunta o que é que aconteceu ao raptor. Sandra diz que o pai ajudou a encobrir tudo.

Marta estranha que Laura não tenha aparecido no trabalho e tenha o telemóvel desligado. Maria João chega fica furiosa por Laura não ter aparecido e chama Renato e Marta. Laura está inconsciente, amarrada a uma cadeira, esta acorda e Susana dirige-se a ela.

Alexandre liga a Teodoro e conta que João foi preso por suspeita de ser o assassino de Tomás. Juiz diz que João é um assassino muito mau, pois enterrou a arma do crime com as impressões digitais dele.

Álvaro diz que estão a incriminar João e que ele tem um álibi. Diana conta ao pai que João foi preso e Afonso acha que Diana está a esconder alguma coisa e ela desvia a conversa. Sara e Catarina falam sobre o blog que criaram para fazer denúncias ambientais anónimas.

Catarina diz que já têm muitas e que vai mostra-lo a Helena e Rodrigo e tentar que eles publiquem uma notícia. Joaquim entra na sala da brigada da PJ e estranha Miguel não ter ido à audiência.

O juiz pergunta a João quem o quererá incriminar e pede a João para falar dos negócios com Manuel. João diz que os únicos que têm tentado denegrir a sua imagem tem sido a PJ. João acusa Óscar de o perseguir e o Juiz decreta que João fique com termo de identidade e residência. Juiz pede para falar com Vítor a sós. Todos chegam a casa contentes com a medida de coação aplicada.

João pergunta a Alexandre pelo pai e este conta que ele se envolveu com Clara e Sofia descobriu. Diogo diz que o pai não ganha juízo e Alexandre pergunta a João o que é que ele vai fazer em relação à suspeita de homicídio.

Catarina finge ter encontrado o blog e mostra-o a Helena e Rodrigo. Catarina mostra a denúncia de um derrame de petróleo de um barco da Fénix.

Quer escrever uma notícia sobre o blog e eles dizem-lhe que não têm como verificar a história por ser anónima. Marta continua preocupada com Laura e acha que se calhar devia ir à polícia.

Maria João entra e pergunta por Laura e diz que se ela não aparecer, Renato fica com o cargo dela. Steven, Alexandre e Diogo vão embora. Margarida diz a João que ele abriu uma guerra com a PJ e João responde-lhe que não pode confiar neles para derrotar Manuel.

Margarida acha que João não está a pensar bem, mas pode contar com ela. Vítor diz que o juiz acha que estão a prender João demasiadas vezes.

Vítor está preocupado com a visita do Diretor Nacional e Óscar diz que estar arrependido de ter ajudado.