“Jogo Duplo”: Resumo dos próximos episódios

"

Episódio 256 (12 a 18 de novembro)

Maria João tenta seduzir o mercenário, e quando está quase a beijá-lo, este dá-lhe um empurrão e diz que ela vai para junto dos outros.

O mercenário junta Maria João ao resto do pessoal.  Lourenço entra com os chefes das Operações Especiais. Miguel conta que Vítor voltou a casa de Manuel para lhe tirarem a pulseira e colocar um dispositivo de localização.

Helena e Rodrigo reparam que o mercenário começa a ficar cansado e tentam que ele convença Manuel a libertar os outros jornalistas.

Vítor distrai Manuel, enquanto lhe é retirada a pulseira eletrónica e lhe colocam um dispositivo GPS no sapato. Vítor pede para ele libertar mais reféns.

Manuel diz que Helena pediu para libertar os jornalistas e é o que vai fazer. Relembra para lhe arranjarem os 5 helicópteros. Os jornalistas são libertados. Rodrigo diz que não a deixa sozinha e relembra que já esteve apaixonado por ela.

Helena acha que Vítor vai salvá-los e Rodrigo acha que é João. Teodoro pede para comer e o russo manda-o para o balcão preparar comida. Todos fingem discutir para distrair os russos e Teodoro consegue agarrar uns comprimidos e prepara um chá com eles.

Manuel atende a chamada de João e João diz-lhe que tentou perdoar Manuel muitas vezes. Manuel desliga e fica a imaginar qual será o plano de João para entrar lá em casa. Vítor entra e fica desagradado com o aparato montado.

Lourenço pergunta quais são as exigências de Manuel e Vítor fala dos 5 helicópteros. Lourenço quer usar os helicópteros como meio de resgate dos reféns. Vera aplica a barba a João. Tiago diz que também vai dentro da carrinha.

João diz que vai haver problema na entrada da equipa de limpeza e ele vai aproveitar uma distração para entrar pelo jardim. João diz que tem de ser ele a negociar com Manuel e Alexandre vai ter de falar com Vítor.

Dois russos adormeceram e Rosa diz que não podem fazer nada, pois estão presos. O russo liberta Teodoro para lhe tirar um café e ele mete-lhe comprimidos. O russo senta-se a beber o café, deixando Teodoro solto.

Manuel liga a Vítor e diz que vai enviar para o telemóvel dele cinco conjuntos de coordenadas de aterragem para os helicópteros que pediu.

Vítor diz que não está a ser fácil arranjar os helicópteros e Manuel diz que têm até às cinco tarde ou os reféns começam a ser executados. Alexandre e Diogo seguem a localização de João e Tiago que estão a chegar a casa de Manuel.

Alexandre não gosta que João vá enfrentar Manuel. Os russos adormecem e Teodoro solta os outros e Renato sai para chamar a polícia.

Todos dão os parabéns a Teodoro. Rosa acha que o melhor é saírem todos, e fecham a porta, com cuidado. Manuel revê as mensagens de Susana e diz que ela foi uma deceção e questiona se João também será.

Vítor conta que foi contatado por Manuel, que lhe deu as coordenadas de aterragem dos helicópteros. Óscar acha que o café vai servir de garantia até Manuel estar a salvo. Alexandre fala com Renato, que lhe conta como saíram do café.

Alexandre pergunta a Diogo quando é que ele faz as pazes com o pai e Diogo acha que não é altura para falar nisso. Teodoro entra no café com a GNR e quer ver os russos a serem presos. Os GNR acordam os russos e apontam-lhes as armas, um desiste ao ver que não tem hipóteses e outro atinge Teodoro.

Teodoro chama por Clara. A carrinha da empresa de limpezas chega e Miguel aproxima-se. João disfarçado, finge dormir. Miguel diz que não é possível a entrada da equipa na casa. O condutor diz que a entrada deles foi autorizada e Miguel liga a Vítor. Maria João acorda e exige falar com Manuel.

O mercenário diz que ela ali não dá ordens e Maria João decide fazer a chamada do telemóvel dele. Manuel dá autorização para entrarem as empregadas de limpeza e acha que João vai entrar.