“Jogo Duplo”: Resumo dos próximos episódios

"

Episódio 222 (17 a 23 de setembro)

João vai a casa de Vítor e o coordenador da PJ conta que o corpo encontrado na escola era o de Luís, mas que ele foi morto antes da explosão e diz que acha que Manuel lhe deu um presente envenenado.

João diz que isso não faz sentido, pois Manuel prepara-se para anunciar algo que contraria essa teoria. Manuel e Maria João chegam ao hotel e Manuel certifica-se que está tudo a postos e dá início à conferência de imprensa.

Manuel diz que tem sido alvo de rumores e calúnias e que até acabou preso quando ajudou a resolver um caso de polícia.

Apesar de ter beneficiado aquela terra com emprego, melhoria nos serviços e no turismo. Manuel diz que não se intimida, mas também não vai agir com sede de vingança.

Diz ainda, que vai dedicar-se apenas aos negócios de exploração petrolífera, deixando o hotel a Diana, o bar Litoral a Margarida, o jornal a Rodrigo e Helena e o casino a João e Diogo. Helena diz a Vítor que Manuel fez aquilo para comprar o silêncio dela e Rodrigo.

Vítor diz que eles não são obrigados a aceitar, mas Helena diz que prefere aceitar, do que levar um tiro. Catarina não percebe porque Rodrigo não fica contente com aquele presente.

Rodrigo conta a Catarina o que lhe sucedeu e pede-lhe segredo. Margarida pergunta a João se com esta mudança, vai desistir de apanhar Manuel. João diz que têm de deixar a poeira assentar.

João conta a Margarida a sua conversa com Vítor, levando a achar que foi uma manobra de Manuel. João acha que Manuel fez isto para que ele não o controle no negócio do petróleo.

Diogo e Gabriela comemoram. Diogo sai por instantes e Gabriela coloca-lhe um comprimido na cerveja. Maria João e Manuel comemoram. Maria João está satisfeita por ter tudo aquilo que sempre quis. Rosa, que ouve a conversa escondida, fica chocada.

Diogo está a dormir, Gabriela retira as chaves, das calças de Diogo e sai. Gabriela entra no quarto de Teodoro, e aponta-lhe a arma. Teodoro acorda, mas não mostra medo.

Gabriela diz que vai fazer justiça, acabando por atingir Teodoro.

Gabriela ainda dispara outro tiro, mas não acerta em Teodoro e sai a correr do quarto, esbarrando num móvel e deixando cair a arma. Em pânico, sai a correr de casa. João encontra Teodoro a sangrar e liga para o 112.

No quarto, Gabriela vê que têm um pequeno golpe no braço e esconde-o com a manga, deitando-se em seguida, abraçada a Diogo e a chorar, silenciosamente.

No dia seguinte, Alexandre chega ao hospital e pergunta a João quem é que fez aquilo. João não sabe. Diogo acorda e vê que João lhe enviou uma mensagem a contar que Teodoro levou um tiro. Gabriela finge espanto e pergunta se ele morreu. Diogo não sabe e diz que vai ligar a João.