“Jogo Duplo”: Resumo dos próximos episódios

"

Episódio 217 (10 a 16 de setembro)

Cátia chega a casa, perturbada e diz a Susana que quer partir de imediato e sem destino. Susana percebe e pergunta se aquilo é uma fuga.

Cátia conta a Susana que a PJ vai vigiá-la a ela, a Manuel e a João, 24 horas por dia. Susana liga a Manuel a avisá-lo, mas Manuel não atende.

Susana diz que não se vai esconder. Susana pergunta a Cátia como ela soube e Cátia diz que não está a fazer jogo duplo, tudo o que faz é por elas. Margarida e João chegam para o jantar e Maria João tenta dar o seu melhor, mas João repara na falta de vivacidade dela.

Óscar e Diana chegam e a tensão aumenta. Margarida acha estranho que a mãe não beba, mas esta diz que não quer estragar a linha, e Margarida não fica convencida. João pergunta a Óscar pelo trabalho, porém Margarida diz que não é o assunto ideal.

Manuel e Óscar trocam galhardetes e Maria João decide interromper a conversa. Manuel anuncia que vai passar a gestão da escola para Margarida e João. Margarida diz à irmã que não sabia de nada.

Maria João faz um brinde e bebe quase todo o vinho, levando Manuel a dizer-lhe para ir com calma. Margarida e Diana olham a mãe, muito desconfiadas.

Vítor conta a Helena que Óscar está a jantar com Manuel e João e a jornalista fica irritada, porque até a PJ tem de prestar vassalagem a Manuel. Vítor diz á esposa que ela está muito nervosa e que precisa de ajuda e ela fica descontrolada. João comenta com Óscar que é incrível terem sobrevivido ao jantar.

Óscar sugere a João entregar-se, pois só assim pode proteger os que ama, mas João diz que não é assim tão simples. Manuel diz que deviam repetir o jantar. Maria João abraça as filhas e estas estranham o comportamento da mãe.

Manuel diz a Óscar que gostava de o conhecer melhor, mas este diz que isso não ia mudar nada e avisa que o vai manter debaixo de olho.

Marta acha que para tramar Manuel, deviam lançar o rumor de que há um derrame de petróleo ao largo de Troia, pois um rumor desses vai colocar as pessoas a falar no petróleo e Tomás acaba por concordar.

Amália, Rafael e Clara festejam a edição do livro de Amália e esta diz que está muito feliz, com Rafael.

Clara emociona-se com saudades de Teodoro. Manuel liga a Susana e esta conta-lhe que vão ser vigiados pela PJ. Manuel pede a Susana que coloque uma bomba na escola e que faça Luís parecer o culpado. Susana anui.