“Jogo Duplo”: Resumo dos próximos episódios

"

Episódio 193 (13 a 19 de agosto)

Emília tenta fazer amor com o marido, mas Tiago diz que está demasiado cansado e que quer dormir. Emília ainda insiste, mas sem sucesso e acaba por ficar pensativa.

Diogo conta a Clara, Leonor e Amália como tudo se passou e que foi por isso que levou um tiro. Leonor percebe que foi Renato, mas Diogo não confirma. Clara fica devastada. Teodoro, muito exaltado, chega a casa e pergunta a Alexandre por João e este diz que o irmão foi preso.

Teodoro segue para o quarto e pega numa arma e começa a carregá-la. Alexandre pergunta o que aconteceu e Teodoro diz que Diogo lhe destruiu a vida e pergunta onde é que ele está, Alexandre diz que não sabe e tenta impedir o pai de sair dali, mas Teodoro derruba o filho e sai.

Alexandre vai atrás dele e ameaça chamar a polícia. Teodoro aponta a arma ao filho e manda-o para o quarto, mas Alexandre recusa e acaba por tirar a arma ao pai e aponta-lhe. Teodoro diz ao filho para disparar e como Alexandre não reage Teodoro sai e diz-lhe que já não tem pai.

No dia seguinte, Manuel pergunta a Diogo porque prenderam João e este diz que não sabe, mas deve ser perseguição da PJ.

Diogo conta também que Afonso comprou o café e Manuel estranha. Teodoro aparece na conservatória, bêbado, e diz a Afonso que já não lhe vende o café. Afonso protesta, mas Teodoro rasga o cheque e o contrato-promessa e vai embora, deixando Afonso incrédulo.

À porta do tribunal, Alexandre conta a Diogo que o pai o queria matar. Diogo diz ao irmão que destrui os planos de casamento, do pai, contando a Clara que ele violou Gabriela.  João acabou de ser ouvido pelo tribunal que decretou a prisão preventiva.

Manuel conta a Diana que vai assumir a presidência do grupo, porque João está em prisão preventiva e pergunta-lhe se está à vontade para trabalhar para ele. Diana, contrariada, nega e diz que apenas a incomoda ele ter deixado o pai na penúria, mas Manuel diz que não deve ser bem assim porque Afonso comprou o café a Teodoro.

Diana sai irritada. Álvaro está a explicar a Margarida, Diogo e Alexandre os próximos passos, quando Teodoro, bêbado, se aproxima e discute com Diogo. Alexandre separa-os e Teodoro dá-lhe com uma garrafa na cabeça, deixando-o inanimado.

Diogo atira-se a Teodoro, mas Álvaro impede-o e Teodoro é detido por agentes da PSP. Margarida chama uma ambulância para Alexandre.

Clara é incentivada por Marco a seguir em frente, mas ela sente-se sem rumo, até porque há anos que não a convidam para um papel. Marco sugere que faça castings e que arranje um agente.