"

Primeira Liga não vai parar, obrigatoriamente à RTP ou a outra estação de sinal aberto

O ministro Miguel Poiares Maduro, que tutela a comunicação social, já enviou para publicação em Diário da República a «lista de eventos que são de interesse generalizado do público e que deverão ser alvo de transmissão televisiva em sinal aberto», revela o jornal Correio da Manhã.

O gabinete ministerial enviou uma nota onde esclarece que a «lista não determina, nem impõe, a qualquer operador em concreto, público ou privado, a aquisição dos direitos exclusivos de transmissão desses eventos». Quer isto dizer que, tal como na época 2012/13, em que os jogos do campeonato nacional estavam incluídos na lista, nada garante que as partidas sejam emitidas em sinal aberto. Na altura, nenhum canal generalista apresentou proposta, e a prova acabou a ser emitida em exclusivo no cabo.

Isto conduziu a que Miguel Relvas, quando ainda estava no Governo, retirasse o campeonato nacional daquela lista. Assim, nesta época, pelo segundo ano consecutivo, o campeonato é um exclusivo da TV paga. Agora, Poiares Maduro volta a colocar a liga de futebol em jogo, o que vai obrigar a que Sport TV e Benfica TV ponham no mercado os jogos que detêm. Isto porque os detentores dos direitos estão obrigados a disponibilizar as partidas para transmissão em sinal aberto. O que não significa que estas acabem por ser compradas.

O jornal Correio da Manhã teve acesso à lista que obriga à emissão de um jogo por jornada do campeonato, que envolva uma das cinco equipas mais bem classificadas nas últimas cinco temporadas. A distribuição das transmissões tem de ser equitativa, com número igual de jogos emitidos por equipa, assim como por uma divisão entre jogos em casa e fora.