“Nazaré”: Resumo dos próximos episódios

"

Episódio 79 (6 a 10 de janeiro)

Duarte e Nazaré vão para o iate festejar a noite de núpcias.

Félix atira Duarte inconsciente para o mar.

Nazaré conta a Duarte toda a verdade.

Heitor está muito irritado pois não sabe do paradeiro da família e nem com a filha Carol conseguiu falar. Heitor contrata Fábio para que localize a sua família e Fábio diz-lhe que Sofia fugiu com os miúdos.

Nazaré e Duarte despedem-se de Matilde que se apressa a dizer à filha que não se preocupe com ela e que desfrute da lua de mel. Félix e Verónica satisfeitos pois o seu plano de acabar com Duarte está a correr como planeado.

Já no iate, Duarte e Nazaré brindam ao amor. Deixam-se cair na cama e envolvem-se consumando o casamento. Nazaré deixa-se cair no peito de Duarte e acabam por adormecer agarrados um o outro.

Nazaré e Duarte dormem profundamente pois beberam champanhe que Félix manipulou. Ouvimos os telemóveis de ambos a tocar, mas eles não acordam. Percebemos que foi Félix quem ligou e este entra, de seguida, no barco.

Félix está muito nervoso, as mãos tremem-lhe, com medo que algum deles acorde e dê pela sua presença. Félix corta a palma da mão de Duarte, esfrega o sangue nos lençóis e no corpo de Nazaré, e arrasta o sobrinho para fora do barco.

Duarte foi a deslizar até à parte de fora da embarcação, deixando um rasto de sangue por onde passou. Félix ata-lhe um extintor ao pé e joga-o borda fora. Duarte cai no mar e, já dentro de água, abre os olhos.

Nazaré abre os olhos. Fica em pânico com o sangue e corre a seguir o rasto até ao exterior da embarcação. Nazaré grita com todas as suas forças por Duarte, está desesperada. Vê umas bolhas de ar à superfície, mergulha e debate-se para trazer Duarte à tona.

Félix, já a abandonar o Porto, está ao telemóvel com Verónica e diz-lhe que agora é só aguardar que Nazaré acorde. De repente, vê algo, fica em choque e desliga a chamada.

No iate, vemos Nazaré a puxar Duarte para o convés. Duarte, ainda sem forças, diz-lhe que a ama.

Já dentro do barco, Duarte diz a Nazaré que isto foi tudo um plano dos tios para o matarem. Está débil, confuso e revoltado. Nazaré, percebendo que não pode mentir mais, conta ao marido a chantagem de que tem sido alvo nos últimos tempos por parte de Félix e Verónica. Duarte ainda mal tinha recuperado do choque quando Félix entra pelo barco, aponta uma arma a Nazaré e diz ao sobrinho que tem duas hipóteses: ou lhe dá a empresa ou Nazaré e o filho morrem.

Nazaré tenta soltar-se, mas Félix aponta-lhe a arma e ordena-lhe que amarre Duarte. Ela recusa-se a fazê-lo e diz a Duarte para fugir. Duarte diz a Nazaré que faça tudo aquilo que Félix manda.

Félix fala com Verónica ao telemóvel, que está visivelmente nervosa, e diz-lhe que o advogado vai tratar da papelada para que Duarte doe legalmente a empresa. Verónica está apreensiva, tem medo que o plano não resulte, mas Félix não podia estar mais confiante.