“Nazaré”: Resumo dos próximos episódios

"

 Episódio 112 (2 a 6 de março)

Duarte diz a Nuno que o vai ajudar a investigar a morte da mulher.

Nuno pede a Verónica para o readmitir.

Duarte e Nazaré beijam-se com paixão.

No Lar, Floriano e João tentam convencer Ismael a ficar com o bebé nessa noite. Ismael diz-lhes que está fora de questão porque à noite canta a fadista e ele não vai perder o concerto. Floriano e João jogam partida de xadrez e combinam que quem perder, fica com o bebé. Ermelinda, que está como bebé, dá-lhe o biberon, muito carinhosa, e depois adormece-o para que de noite não deixe dormir nem João nem Floriano.

Nazaré não conta à família o que aconteceu e diz apenas que foi atrás de uma pista nova. Não lhes conta pois não quer envolve-los mais.

Na casa Silva, Toni mente e justifica a sua ausência dizendo que esteve com uma babe, mas Matias e Glória não acreditam. Matias comenta com o irmão que a mãe anda a mentir e a sair às escondidas e Glória, encurralada, diz aos filhos que tem um namorado.

No Mercado, Luís discute com Bárbara pois ela abandonou a banca e foi-se embora. Bárbara justifica-se dizendo que acha que Duarte lhe anda a mentir e pede a ajuda do irmão para desvendar o mistério. Luís recusa-se a ajudá-la.

No bar do Hotel, Duarte diz a Nuno que o ajuda, mas que deixe Nazaré e Toni fora do assunto pois eles não são culpados de nada. Ambos disfarçam quando Laura se aproxima, mas a ex-agente sente a cumplicidade dos dois e fica desconfiada.

Nuno regressa à Atlântida para espanto de Verónica. O segurança pede o seu trabalho de volta e admite a Verónica que se precipitou. Quer protegê-la e ser-lhe-á fiel se ela lhe der uma nova oportunidade. Verónica aceita-o de volta e agradece a sua sinceridade.

Quando Verónica sai, Nuno entra no seu gabinete e vasculha tudo. Depois faz uma cópia do conteúdo do portátil de Verónica, volta a por tudo no sítio e sai.

Na Quinta, Bárbara, já desconfiada das atitudes de Duarte, vasculha o quarto todo à procura de alguma coisa de Nazaré. Encontra uma fotografia e fica furiosa.

Nazaré abre a porta a Duarte enrolada numa toalha e explica que ia tomar banho. Duarte quer falar com ela. Enquanto Nazaré troca de roupa, Duarte assoma à porta o quarto e observa-a. Vai-se aproximando de Nazaré, lentamente, até que a agarra e os dois se beijam apaixonadamente. O beijo prolonga-se até que Duarte se afasta e diz a Nazaré que já teve a prova de que precisava. Aquilo não significou nada para ele e está tudo ultrapassada. Vira costas e sai. Nazaré vai atrás dele.

Duarte está perturbado e, quando Nazaré diz que o ama, Duarte responde que ele já não a ama e que o que havia entre os dois estava terminado. Olham-se com intensidade quando são interrompidos pela campainha. É Toni que entra e começa logo o interrogatório sobre a presença de Duarte não perdendo uma oportunidade para o lembrar que é um homem casado e que devia estar junto da sua mulher.

Já na Quinta, Duarte está pensativo. Recorda o encontro com Nazaré enquanto ouve uma música romântica quando Bernardo o chama e avisa que Bárbara está a fazer arrumações. Duarte chega ao quarto e dá com tudo desarrumado. Bárbara mente e diz que andou à procura da aliança que tinha perdido.