“Nazaré”: Resumo dos próximos episódios

"

Episódio 24 (10 a 14 de agosto)

Adolfo espalha cartazes difamadores de Nazaré pelo Mercado.

Érica descobre que ui é seu primo.

Duarte agride Rui com violência.

Duarte vai à Geliré ter com a mulher que lhe conta, muito contente, que a pesca correu bem. Conta-lhe também o que aconteceu com Adolfo e Duarte fica preocupado. Rui envia SMS a Nazaré e Duarte tem de se controlar, pois, fica cheio de ciúmes.

Nuno vai até ao quarto de Rui e fica a saber que Nazaré já tem peixe outra vez. Nuno comenta com Rui que prefere fazer negócio com a Nazaré, mas que não sabe se vai ser fácil pois Adolfo anda a difamá-la alegando que lhe estragou os motores dos barcos de propósito. Rui pergunta por provas e Nuno diz-lhe que ficou um bocado de uma parka da Geliré presa numa das embarcações. No pânico de Rui.

No Mercado, Adolfo andou a espalhar cartazes com uma quadra a pedir às pessoas que não comprassem na Geliré. Joaquim, ao ver aquilo, começa a arrancar os cartazes sob o olhar indignado de Adolfo. Amélia intervém e tenta acalmar os ânimos mas, quando Nazaré chega, tudo descamba novamente. Amélia consegue tirar Adolfo do Mercado enquanto Nazaré promete a Dolores e a Joaquim que não teve nada a ver com o que aconteceu aos barcos de Adolfo.

Adolfo vai até ao Hotel entregar a encomenda de peixe a Nuno quando o apanha a falar com Júlia. Adolfo mete-se na conversa e começa a perguntar a Júlia se já há mais algum avanço na investigação do desaparecimento do marido. Júlia nega e diz que agora até paira no ar a hipótese de ela ser uma das suspeitas.

Amélia e Adolfo falam nas traseiras do Mercado e este diz-lhe que acha que Júlia precisa de um advogado pois Bernardo anda a acusá-la de ser umas das suspeitas no caso do desaparecimento do marido.

No consultório veterinário, Érica repara que Rui está alheado e tenta falar com ele. Rui conta-lhe que, ao querer ajudar uma amiga, acabou por a prejudicar mais do que propriamente o contrário.

Nazaré fala com Duarte bastante irritada por tudo aquilo que Adolfo lhe anda a fazer numa tentativa desesperada de a eliminar do seu caminho. Duarte pede-lhe que tenha calma e sugere que, nessa noite, façam o jantar os dois.

Rui acaba de fazer o curativo de Érica, que foi mordida por um cão. Rui diz-lhe que não se apercebeu que ela sabia tão pouco sobre animais e aconselha-a a estudar um pouco se quer manter o emprego. Érica convida Rui para um café, mas este diz que não pode ir pois vai ver casas.

Toni comenta com a mãe o documentário que esteve a ver sobre o café mais caro do mundo. Ismael trava logo ali a conversa e diz a Toni que não tenha mais ideias pois, sempre que isso acontece, não dá coisa boa. Glória acode por Toni o que deixa Ismael bastante aborrecido.

No Lar, Matilde faz contas ao lucro da noite de karaoke e diz que ajudou, mas não foi suficiente. Ismael vai até ao Lar visitar os seus amigos e aproveita para desabafar com eles que Glória não lhe dá atenção nenhuma. Matilde sugere que Ismael os ajude e dê um concerto no Lar.

Na Quinta, Bernardo come a papa da sobrinha enquanto comenta com a irmã que devia fazer uma formação para poder desempenhar melhor as suas funções na clínica veterinária. Rui liga a Érica e diz-lhe que se esqueceu da mala na clínica e que pode ir entregar-lhe. Pede que lhe envie a sua localização.

Sónia acaba de assistir à palestra de Cris e está muito entusiasmada por estar ali com ele. Cris está bastante preocupado com o possível problema de adição de Sónia, mas tenta disfarçar para que esta não perceba e se afaste.

Nazaré chega a casa e ouve a conversa de Bernardo e Érica. Comenta que não sabia que Érica estava a trabalhar e muito menos num consultório veterinário. Rui toca à campainha, veio trazer a mala a Érica. Neste momento, Érica descobre que Rui é seu primo e irmão de Duarte.

Natália vai até ao Mercado comprar uma compota para oferecer à sua vizinha de Lisboa. Dolores não está e quem a atende é Joaquim que tenta redimir-se dizendo que lhe oferece a compota e que avise a vizinha que vai da parte dele. Natália acaba por baixar a guarda e aceita a compota.

Nazaré pousa uns queijos e tostas em cima da mesa enquanto Rui comenta a coincidência de Érica ser sua prima e de trabalhar com ele. Érica nem consegue conceber que estava interessada pelo seu próprio primo. Todos riem e Duarte, que acaba de chegar a casa, é atraído para a sala quando ouvem a conversa animada.

Duarte é desagradável e expulsa Rui de casa sob o olhar estupefacto de todos. Rui está de saída, Nazaré segue atrás dele e Duarte, de cabeça perdida, começa a discutir com o irmão, atira-o para o chão e desata a pontapeá-lo, cego de raiva.

Nazaré mete-se à frente de Duarte, tentando fazer com que pare, e grita-lhe que olhe à volta com todos em pânico a pedir-lhe que pare com aquele espetáculo. Duarte ganha consciência e, sem conseguir dizer nada, sai para o quarto.

Duarte, já sozinho no seu quarto, olha-se ao espelho e chora desesperado por não se reconhecer.

Bernardo, já muito agitado por toda esta situação, recebe uma chamada que o deixa ainda mais nervoso. O seu orientador de estágio descobriu que utilizou a sua identificação da PJ para ir ao banco consultar os registo das contas de Roberto. Olívia tenta travar Bernardo, mas ele diz que não vai desistir até descobrir o que se passou.