“Nazaré”: Resumo dos próximos episódios

"

Episódio 9 (16 a 22 de setembro)

Laura ouve Bernardo e Nazaré a discutirem por causa da placa do carro. Intervém e obriga Nazaré a revelar o que sabe.

Laura apanha Toni quando este se preparava para fugir de autocarro. Ao ver Nazaré, Toni fica magoado por ela o ter denunciado.

Heitor dá dinheiro a Toni para que este possa fugir. Toni quer levar Nazaré mas Heitor impede-o dizendo que tem de ir o mais rápido possível.

Ana ajuda a mãe no hotel. Bárbara chega animada porque vai conseguir pagar o seu crédito. Laura sobe para ver como está Gonçalo mas este não quer falar e diz à mulher que muito menos quer que ela o olhe com pena.

Luís diz à mãe qe falou com Bárbara e que não foi ela que lhes deu o dinheiro. Luís e Dolores dão pela falta do dinheiro e percebem que foram roubados.

Matias e Glória estão preocupados, sem saber nada de Toni.

Toni está no terminal rodoviário e pede um bilhete para o sítio mais longe possível. A funcionária vende-lhe um bilhete para Albufeira.

No mercado, Nazaré é puxada por Toni, que lhe diz que não consegue ir embora sem falar com ela. A namorada pede-lhe que se entregue à polícia. Ele recusa, diz que prefere fugir, a passar a vida atrás das grades. Toni diz que tem de ir apanhar o autocarro e sai.

Bernardo vê Nazaré e pede-lhe a placa de volta. Atrapalhada, ela diz que não a pode devolver. Laura, que ouve a conversa, confronta Nazaré e obriga-a a dizer o que sabe.

No terminal de autocarros, Toni fica muito nervoso ao ouvir os carros da polícia aproximar-se. Tenta passar despercebido dentro do autocarro, mas Laura encontra-o e diz-lhe que já sabem que foi ele o responsável pelo incêndio e que o vai levar para a esquadra. Ao sair, Toni vê Nazaré, com lágrimas nos olhos. Toni fica magoado por perceber que Nazaré o denunciou.

Matias chega ao restaurante e diz à mãe que não conseguiu encontrar Toni. Matilde também chega nesse momento e avisa que Toni foi preso por ter sido um dos incendiários da mata.

Toni chega à esquadra, no carro da polícia e estão vários populares à porta, furiosos, que já sabem que foi ele o culpado do incêndio.

Já dentro da esquadra, Toni está desiludido com Nazaré por o ter denunciado, ela diz-lhe que não teve alternativa. Ele diz que há pessoas perigosas envolvidas.

Duarte confronta Nazaré e pergunta-lhe se foi mesmo Toni que matou o pai e se ela sabia. Nazaré nega e diz que foi ela própria que denunciou Toni.

Heitor conta a Félix e Verónica que Toni ligou e quer que ele o tire da cadeia. Verónica sugere usarem Toni como bode expiatório. Heitor não gosta da sugestão e diz que, se for preso, não fica calado. Verónica tem um plano e diz que vai resolver a situação.

Em Barcelona, Cortez apanha Joaquim em flagrante a fazer a mala e diz-lhe que ele não vai a lado nenhum. Joaquim consegue fugir e tranca Cortez em casa.

Laura pressiona Toni para falar, mas ele não cede. No dia seguinte vai ser presente a um juiz.

Na esquadra, Glória entra para ver o filho. Nazaré chega também para ver Toni mas Laura informa-a que o namorado não a quer ver. Toni diz à mãe que é inocente. Glória incentiva o filho a contar ao juiz tudo o que sabe.