“Nazaré”: Resumo dos próximos episódios

"

Episódio 119 (9 a 13 de março)

Ana é raptada.

Olga diz a Nazaré que aceite o advogado.

Duarte e Bárbara tentam aproximação.

No Mercado, Carol filma Matias para o seu canal. O jovem aconselha Sofia a levar o tamboril, mas ela acha muito. Ele diz que é o seu peixe preferido e Sofia convida-o para jantar. Matias fica incomodado com a forma como Carol olha para ele.

No seu quarto, Nuno olha a fotografia de Verónica. Quer muito acreditar que ela é inocente. Laura chega para repor as toalhas e Nuno apressa-se a esconder a fotografia.

Na Quinta, Bárbara olha Duarte e recorda a conversa que teve com a mãe. Decide quebrar o silêncio e dizer ao marido que lhe trouxe do Mercado as amêndoas que ele gosta.

No bar do Hotel, Érica está a comunicar a Cris que vai viver para a Quinta com Duarte. A conversa decorre quando entra um grupo de encapuzados e começam a criar o pânico. Pipo, que também lá está, corre para a receção.

Pipo corre em direção às escadas, Nuno vem a descer, mas leva um murro e um pontapé e fica caído no chão, atordoado.

Enquanto tudo isto acontece, vemos Verónica em casa a servir-se de um whisky enquanto aguarda uma chamada.

No Hotel, Mike (um dos encapuzados) vai à caixa registadora e tira o dinheiro quando Laura aparece. Mike bate em Laura, Gonçalo e Ana aparecem e começam a defende-la. Mike agarra Ana e arrasta-a com ele para a rua.

Cris está muito preocupado com Érica, chama o 112 enquanto Laura liga a Prata a avisar que não sabem de Ana e que pensam que foi levada pelo grupo de assalto.

De volta à Casa Félix, Mike encontra-se com Verónica para receber pelo serviço no Hotel e comunica a Verónica que raptou Ana, a filha de Laira. Paula entra e conta a Verónica que Érica foi viver para a Quinta.

Na Quinta, Érica conta o que se passou no Hotel. Verónica chega, vem ver da filha, e mostra-se aflita quando percebe que Érica estava no Hotel na altura do assalto. Érica recusa-se a falar com a mãe e Verónica vai embora, humilhada.

Na prisão, Olga mostra a Nazaré a revista com a notícia sobre o advogado que a quer defender. Nazaré insiste em perguntar quem é que lhe mandou o recado, mas Olga não lhe diz.

O ambiente no Hotel é de grande tensão. Cris acha que podia ter feito mais para impedir que levassem Ana, mas nem a própria Laura, que é polícia, conseguiu impedir que levassem a filha. Os hóspedes, assustados pelo que aconteceu, começam a abandonar o Hotel.

Duarte entra no quarto e diz a Bárbara que não quer estar a dormir num quarto diferente do dela. Deita-se na cama, de costas para a mulher, e aguarda um sinal de Bárbara que o faça avançar, mas Bárbara permanece imóvel.

Laura e Gonçalo estão desesperados. Falam com Prata que diz que a PJ está a fazer os possíveis e impossíveis para encontrar Ana. Laura exige-lhe que faça mais.