“Nazaré”: Resumo dos próximos episódios

"

Episódio 93 (27 a 31 de janeiro)

Nuno vai à Atlântida apresentar o seu currículo a Verónica.

Érica tem bebé em casa.

Nazaré recebe chamada anónima e fica em pânico.

No quarto do Hotel, vemos Nuno a tirar uma arma de um saco. De seguida vai para o banho, faz a barba e apronta-se para sair.

Já na receção, Gonçalo e Nuno dão um encontrão e Gonçalo fica com a sensação de que o conhece de algum lado.

Na Atlântida, Nuno fala com Verónica. A conversa corre bem e Verónica gosta do seu currículo ainda que Nuno minta e diga que saiu da PSP por vontade própria. Verónica pergunta-lhe porque se mudou de Lisboa para Leiria e Nuno diz que foi um mero acaso e que quis apenas mudar de ares.

Érica está em casa e quando vai para descer as escadas sente uma enorme contração. Aflita, chama por Paula mas percebe, rapidamente, que está sozinha. Liga à mãe, em desespero, e Verónica diz-lhe que vai ligar ao 112 e pede-lhe que respire fundo e que aguarde que ela vai já ter com ela.

Bernardo vai ao encontro do inspetor Prata ao Restaurante e falam do acidente de Félix e Verónica. Prata está convencido de que foi apenas um acidente, mas Bernardo insiste e diz acreditar que anda um assassino à solta.

No Hospital, Sofia continua em coma. Os filhos estão no quarto co ela e Carol lê-lhe um livro. Carol sai para ir buscar algo para comer e Pipo, em desespero, suplica à mãe que acorde pois não consegue aguentar mais a vida sem ela.

Na casa Félix, Érica já está em trabalho de parto e a ser assistida. Verónica está com ela e vai ajudando a filha durante o parto. Nasce a bebé e Érica fica derretida. Verónica quer afastá-la da criança, mas Érica diz à mãe que afinal mudou de ideias e que quer ficar com a filha. Verónica fica em choque.

Nuno invade a casa de Nazaré. Está na sala a remexer em tudo à procura de alguma pista que o possa conduzir até ela. De repente, ouve um barulho e fica alerta. É Joaquim quem entra e que, ao perceber que lá está alguém, apressa-se a ir buscar uma faca. Nuno consegue esconder-se e Joaquim não o vê. Joaquim chama Dolores, que aguardava lá fora, e pede-lhe desculpa pela confusão. Começam a dar um jeito na casa quando Nuno aproveita para escapar. Antes de sair, Nuno alcança o telemóvel de Joaquim e tira uma fotografia. Sai deixando a porta aberta. Joaquim estranha a porta estar aberta porque tem a certeza que a tinha fechado. Ficamos na dúvida de Joaquim.

Érica está rendida à filha e diz a Verónica que tem a certeza de que quer ser ela a tomar conta da bebé. Verónica furiosa. Cris e Luís chegam para ver a bebé.

No bar do Hotel, Laura pede a Prata que lhe arranje os relatórios do acidente de Félix e Cláudia. Prata diz que não pode fazer isso pois ela já não faz parte da polícia. Prata, preocupado, pede a Gonçalo que controle Laura.

Laura e Bernardo falam sobre o acidente e chegam à conclusão de que foi uma coisa encomendada. Laura desconfia de Verónica e diz a Bernardo que sem relatórios ou resultados da autopsia não há nada a fazer.

No Hotel, Nuno verifica a fotografia que tirou ao telemóvel de Joaquim e começa a ligar para um número. Quando atendem, ele diz o nome de Nazaré e fica silêncio do outro lado. Nuno fica frustrado, não consegue perceber se é Nazaré ou não e lembra-se de Joana, a sua mulher.

Nazaré fica preocupada com a chamada que recebeu e conta a Matilde. Decidem ligar para Joaquim que diz que não deu o número a ninguém e pede-lhes que tenham por perto a arma que deixou e que a utilizem, caso seja necessário.