“O Sábio”: Resumo dos episódios de 2 a 8 de janeiro de 2017

“O Sábio”: Resumo dos episódios de 2 a 8 de janeiro de 2017

Episódio 5

Sofia assiste a aula de dança de Dulce. Dulce pergunta a Sofia se já falou com o Ricardo, mas a amiga diz-lhe que ainda não foi oportuno, com a situação do regresso de seu pai. Dulce é da opinião que Ricardo merece uma explicação.

Ricardo explica a Gil que não vai pressionar Sofia, mas Gil defende que Ricardo devia ir atrás dela. Ricardo pondera o conselho do amigo. Luís e Carmen conversam descontraídos, até ao momento em que Luís pergunta a sua mãe por que motivo a Felícia não gosta de Pedro Homem.

Carmen tenta disfarçar a tensão e acaba por explicar-lhe que Pedro trouxe sofrimento a várias pessoas. Luís pergunta-lhe se é verdade que ele é uma espécie de Bruxo como a Manuela, mas Carmen reage de imediato, dizendo que não há parecença nenhuma entre eles, e que as pessoas diziam que ele tinha um dom. Carmen mostra-se cansada, despede-se de Luís. Cremilde vai visitar Pedro na marcenaria, partilha com ele a preocupação que sente pelo seu filho João não ter ambições. Pedro afirma que apenas lhe pode dar o seu conselho, e que devem ser os pais de João a ajuda-lo a encontrar as suas ambições.

Pedro diz a Cremilde que tentar ajudar o João não é fazer-lhe as vontades, é responsabiliza-lo. E afirma ainda que Cremilde não deve esconder nada de seu marido. Cremilde fica em choque com esta revelação. António irritado com João, diz-lhe que não vai sustentar parasitas. João defende que não é parasita, que trabalha e estuda. Mas António ri-se do filho.

A conversa descamba e António diz a João que vai pedir emprego a Carmen para que ele aprenda o que custa ganhar a vida. João sai porta fora. António desiste de ir atrás de João, ao ver um agente da polícia, mal consegue disfarçar o nervosismo. Romão comenta com Gil que deve ter sido um dos pescadores do clube que ateou o fogo. Lamenta não terem decidido pôr vigilância há mais tempo, mas Gil confirma que já contratou seguranças e em breve terão as câmaras de vigilância. Gil comenta que tem seguido Pedro, mas não tem novidades para além de que vai abrir a marcenaria de novo. Sofia fica chocada ao ouvir Ricardo pedir a demissão.

Sob o argumento de que não faz sentido trabalharem juntos, Ricardo diz a Sofia que se vê forçado a recomeçar a sua vida em outro local. Evelina e Domingos dizem a Arnaldo que ele irá ser praxado e depois disso será um verdadeiro bombeiro. Arnaldo aceita o desafio e Domingos informa-o de que consiste em descer o varão todo nu. Arnaldo sem hesitar despe-se e lança-se ao varão. Soam gritos de Arnaldo, mas a praxe ainda não terminou. Elvira e Domingos divertem-se a atingir jatos de água a Arnaldo, que grita com dores. Entra Raul que assiste furioso ao que se está a passar. Jorge aconselha Jacinto a ter mais cuidado com a alimentação. Este promete que vai fazer esse esforço e confidencia ao médico que está feliz por Pedro ter regressado.

Valentim aborda Carmen acerca do regresso de Pedro, e assume a preocupação que ela sofra novamente. Carmen afirma que sabe tomar bem conta de si. Pedro está a trabalhar na oficina, subitamente pressente que está alguém à porta. Sofia fica espantada por Pedro ter dado conta de que ela estava ali, e é com essa pergunta que começam a conversar. Sofia, de olhos cheios de lágrimas, fica perplexa com as frases enigmáticas que Pedro profere. Pedro diz saber que Sofia tem coisas para decidir na sua vida, coisas para além dele.

Aconselha-a a tomar essa decisão e seguir em frente, não se enganar a si própria. Sofia não sabe lidar com as suas emoções e sai. Rita chega a casa acompanhada por Gabriel, convida-o a subir ao seu quarto para estudarem sem serem incomodados, mas Cândida surpreende-os e mostra-se desagrada. Manuela, inflexível, manda Rita fazer o que a avó lhe disse. Manuela e Cândida seguem para o consultório e Manuela conta que o Romão está a vigiar Pedro.

A vidente mostra-se apreensiva que Pedro vá à polícia contar tudo o que sabe. Surge Jacinto que pretende comprar comprimidos e pede a Manuela para lhe pagar mais tarde. Pedro entra em casa, mal pousa as chaves sente uma pistola apontada à sua cabeça. Romão dá-lhe ordem expressa para que não faça barulho.

Pages: 1 2 3 4 5