“Onde Está Elisa?”: Resumo dos próximos episódios

"

Episódio 49 (19 a 25 de novembro)

Carlos olha para a fotografia de Elisa em Colares e de seguida pega numa das fotocópias do caderno de poemas de Elisa e lê um poema.  Elisa está adormecida nos braços de Bruno que está acordado.

Bruno sai da cama com cuidado para não acordar Elisa, calça galochas e sai. Bruno tranca a casa com vários cadeados e segue para a floresta.  Bruno chega ao pé do seu carro, calça os seus sapatos e coloca as galochas dentro de um saco escondidas atrás de um arbusto.

Carlos pousa o poema e olha para a fotografia de Elisa, em Colares. Pergunta para quem é que Elisa terá escrito aquele poema e dispõe lado a lado as fotografias de Rui, Zé Pedro, Bruno e Inácio.  Bruno entra no atelier, que está praticamente às escuras, tira os sapatos e o casaco e deita-se no sofá. Rui pergunta por Francisca a Sofia, entretanto recebe chamada de Zé Pedro e este diz-lhe que já colocou alguém a vigiar Francisca.

Francisca pára o carro junto à casa do Carlos, toca a campainha e aguarda que abram. Detetive observa e tira fotografias a Francisca.  Francisca conta a Carlos a conversa que teve com Matilde.

Carlos pede a Francisca que de futuro lhe ligue para se encontrarem noutro sítio, uma vez que ele e a sua equipa estão sob investigação. Francisca concorda que devam ter mais cuidado.

Júlio informa Tiago que Zé Lenka e Furio são suspeitos de estarem ligados ao tráfico de mulheres e a outros negócios obscuros e que podem estar envolvidos no rapto de Elisa. Tiago diz a Júlio que está na hora de ele se sentar com Carlos e analisarem as ligações do caso Vânia com o caso Elisa.

No café Cagliari, Alexandra toma o pequeno-almoço enquanto conversa com Ana. Olívia chega e fica constrangida ao ver Alexandra e Ana juntas.  Júlio informa Carlos que Zé Lenka e Furio são sócios da discoteca onde esteve Elisa e Carlos pede-lhe para voltarem a falar quando ele tiver mais informações.

Olívia pergunta a Alexandra se ela tem alguma coisa com Ana e diz-lhe que quer ser feliz com ela e vai contar a verdade a Inácio.

Sebastião diz a Inácio que quer mesmo sair de casa e ir viver sozinho e pergunta se o pai o apoia. Inácio diz para ele aguardar mais um pouco, porque as coisas entre ele e Olívia não estão bem e pode acontecer ele sair de casa e assim Sebastião iria viver com ele. Sebastião pergunta se a mãe tem um caso com Alexandra.

Alexandra e Olívia entram em casa, sedentas uma da outra, beijando-se e tirando a roupa, caem aos beijos no sofá.  Sofia diz a Francisca que Rui de manhã perguntou por ela, entretanto Rui entra com as filhas e pergunta à mulher onde esteve e Francisca não lhe responde.

Olívia chega a casa e Sebastião e Inácio estão a almoçar. Olívia diz que se atrasou porque esteve a conversar com Alexandra e perceberam que não valia a pena estarem chateadas por causa da exposição.

Sebastião diz que vai a casa de Gonçalo e Olívia sente que algo se passa.  Procurador está reunido com Raquel e Carlos e diz-lhes que com o inquérito concluiu que não há nada a apontar à investigação e que vai informar Rui.

Carlos dá conhecimento ao Procurador, que Rui está a subornar Raquel. Constança repreende Rui por ele estar a subornar Raquel e diz-lhe também que se não despedir Zé Pedro terá que escolher entre ela e ele.  Olívia confessa a Inácio que está apaixonada por Alexandra e Inácio fica incrédulo e sai para a rua.  Rui diz que não vai despedir nenhum dos dois e Constança apresenta a sua carta de demissão.

Constança insulta Zé Pedro e diz-lhe que a culpa é toda dele.  Rui informa Zé Pedro que Constança se despediu e Zé Pedro informa o amigo que Francisca esteve na casa de Carlos durante a manhã e Rui examina as fotos furioso. Carlos, Tiago e Procurador falam da investigação do caso Elisa.

Constança está triste e conta a Bruno que se despediu. Bruno fica animado. Bruno beija-a e começa a acariciá-la e Constança corresponde. Sebastião chega para trabalhar e encontra o pai bêbado e Inácio diz-lhe que o melhor é arranjarem uma casa para os dois.

Bruno e Constança acabaram de fazer amor e Bruno diz que tem que sair para tratar de uns assuntos e que vai dormir em casa.  Olívia está a fazer as suas malas e ouve barulho da porta de entrada.

Inácio está muito bêbado, chega a casa amparado por Sebastião. Inácio diz ao filho que quer conversar com Olivia e ela vinca que vai embora. Sebastião está furioso e diz à mãe para não voltar. Elena e Faustino estão a fechar o estabelecimento. Yuri entra com o dinheiro para pagar a Zé Lenka e Furio que, entretanto, entram na casa de Strip. Rui pede a Francisca para voltar a dormir no quarto deles, mas Francisca diz que prefere dormir no quarto de Elisa, pois o casamento deles está no fim.

Constança janta com os filhos e informa-os que já resolveu os problemas com Bruno e que o pai vai voltar para casa. Matilde sorri e Gonçalo desconfia. Bruno segue de carro pela serra de Sintra ao som da música.  Bruno pára o carro no sítio do costume, sai do carro e vai pegar nas galochas que tem escondidas no arbusto e troca de sapatos.

Bruno leva consigo sacos de uma loja de ferragens, numa mão, e os sapatos, na outra, e aproxima-se da porta da casa.  Bruno entra na casa e volta a trancar a porta. Surge Elisa que lhe pede suplicante para ir para casa. Bruno suspira e abraça Elisa, que chora. Vemos o saco que Bruno trazia consigo com correntes de ferro e grilhões.

Páginas: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55

Comente

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *