Quem é Felipa Garnel, a nova mulher-forte da TVI?

felipa garnel
Felipa Garnel

Felipa Garnel sucede a Bruno Santos na direção de programas da TVI. A informação foi avançada através de nota divulgada pela estação.

A nova mulher-forte do canal começou a carreira televisiva na frente das câmaras. Em 1989 estreou-se como assistente no “P’ra Variar” de Vítor Espadinha, um game show que não deixou marca.

No mesmo ano chegava ao vespertino “Jogo de Cartas”, apresentado por Nicolau Breyner. A cumplicidade televisiva entre Nico e Pimpinha (como lhe chamava o apresentador) foi imediata e era uma atração à parte no formato.

Pela mão de Nicolau Breyner estreou-se como atriz. Primeiro como empregada do hotel onde se passava “Os Homens da Segurança” e, depois, no sketch show “Euronico”.

Na SIC atingiu o estrelato ao apresentar o magazine do social “Club VIP”, que depressa passou a “Mundo VIP”. Paulo Pires era coapresentador do formato de sucesso que entrevistou alguns dos maiores artistas do mundo à época.

Esteve ligada ao fracassado “Confiança Cega” (reality show da SIC, 2001) e ao vespertino de fim de semana “Melhor é Impossível” (RTP1). Estávamos 2002 e Felipa Garnel regressava à RTP pela mão de Emídio Rangel que havia ocupado a direção há pouco tempo.

Mais recentemente apresentou o “Face to [email protected]” na então recém-inaugurada TVI Ficção. Tratava-se de um espaço de entrevistas a profissionais ligados ao mundo das novelas.

Ao longo da carreira foi atriz, apresentadora ou colaboradora de vários programas na RTP, SIC e TVI e trabalhou ainda como locutora na RTP e RTP2.

Na imprensa, destacam-se as funções de direção das revistas Caras e Lux. Esta última fazia parte da Mediacapital, grupo para onde a nova diretora de programas da TVI regressa.

Nos últimos tempos Felipa Garnel foi notícia devido à experiência como condutora da Uber. A opção da agora diretora da TVI originou o livro “Confidências” lançado em março último.