"

“Quer o Destino”: Resumo dos próximos episódios

Episódio 57 (25 a 31 de maio)

Lucas faz um discurso e todos brindam. Catarina avisa que chegou a hora de Alfredo cantar e Vitória afasta-se para atender Hugo.

Hugo avisa Vitória que Carlos bebeu demais e está a dirigir-se à casa grande. Alfredo canta sob o olhar enternecido de todos.

Vitória entra decidida no quarto, abre a maleta de enfermeira e retira algo e sai. Hugo segue Carlos, Vitória surge, tenta ser doce e afastá-lo dali.

Carlos alterado avisa que ela não vai conseguir dar-lhe a volta e que pretende contar tudo a Lucas e sai em direção à sala de jantar.

Marcos continua triste e desabafa com Carla sobre os pais, que sempre acharam Lucas o filho perfeito.

Carla pergunta se ele sabia que Fernando ia dar o golpe e ele pesaroso assume que sabia de tudo, deixando Carla desiludida.

Vitória avisa Carlos que se avançar não o perdoa e ele responde que ela ainda vai agradecer.

Vitória dá-lhe uma injeção para o parar, deixando Hugo em choque. Alfredo termina a atuação e ouve-se o grito de Carlos, deixando todos preocupados com que ouviram.

Carlos segura o braço onde Vitória o injetou e com todas as suas forças encaminha-se para a sala. Carlos entra, todos percebem que está embriagado.

Mateus tenta levá-lo dali, mas Carlos empurra-o, diz que chegou a hora da verdade.

Catarina acha vergonhoso o estado de Carlos e Lucas tenta acalmá-lo, mas Carlos acaba por desmaiar. Vitória socorre-o e pede ajuda para o tirarem dali.

Lucas voluntaria-se, João e Mateus ajudam contrariados.

Marcos revela que ia contar tudo antes do negócio ser fechado, mas foi tramado por Rita, mostra a mensagem onde diz que Carla estava num motel com outro homem e conta o problema que teve no carro.

Carla confusa, indica que precisa sair para apanhar ar.

Vitória, Lucas, Mateus e João carregam Carlos inconsciente, Joana pede para o levarem para o quarto.

Hugo pergunta a Vitória porque drogou o irmão e se algum Santa Cruz lhe fez mal para Carlos ter passado a odiá-los de um dia para o outro.

Elvira vai começar a servir o almoço e Rita comenta que não podem deixar um trabalhador estragar a festa.

Hugo exige que Vitória lhe diga se existe algum segredo, quando são interrompidos por Lucas, que acha melhor Vitória ir examinar Carlos.

Joana olha-a contrariada por o filho estar pior e diz a Hugo e Alfredo que ela não é boa peça.

Carlos dorme profundamente, Vitória observa-o num misto de raiva e pena, emociona-se, despedindo-se da relação que podiam ter tido.

Rita pergunta como ficou Carlos e Lucas anui que ele deve estar com um problema pessoal, e que mais tarde fala com ele.

Catarina propõe brinde a Bernardo e recorda o que ele fez de mal.

Catarina insiste com Vitória para saber o que se passou com Carlos, mas Vitória finge não saber.

Elvira fica surpresa ao ver Hugo regar as plantas, e avisa-o que na ausência de Isabela quem cuida das plantas é ela e manda-o sair dali.

Elvira dirige-se à sua erva medicional, fuma um charro e lembra Bernardo.

0Catarina indica que só não mete Carlos na rua por estima aos pais dele e espera que Vitória termine o namoro o mais rápido possível porque não pode permitir que ele a envergonhe daquela maneira.

Elvira com uma beata de charro na boca, dança, canta e ri sozinha como se estivesse bem acompanhada.