"

“Quer o Destino”: Resumo dos próximos episódios

Episódio 49 (18 a 24 de maio)

Carlos repara que Hugo tem uma mão esmurrada e este confirma que deu um murro a João.

Alfredo apressa-se para o concerto e pergunta a Joana se vai vê-lo, mas ela indica que as suas fãs não iam gostar de a ver pelo café.

Carlos recebe chamada de Rita que lhe diz que precisa de falar com ele e combinam encontrar-se.

Isabela mais arranjada que o habitual, caminha com cuidado para não ser vista, e Vitória olha-a com preocupação.

Mateus recebe Isabela e diz-lhe que vai realizar o seu sonho de ser Cinderela e passa-lhe um vestido de gala antigo.

Vitória vê Elvira a dormir, coloca o papel de Mateus junto aos seus pés.

Decide acordá-la, mostra-se preocupada com o que ela diz durante o sono, Elvira vê o papel no chão e lê-o, e sai apressada.

Elvira está furiosa, mostra o papel a Vitória e indica que vai acabar com aquilo. Vitória convence-a que o melhor é avisar Catarina, de outro modo só vai irritar Mateus.

Mateus está deslumbrado com Isabela no vestido e conta que era de Catarina e sussurra-lhe ao ouvido a história da Cinderela e beija-a.

Vitória acorda Catarina e Elvira entrega-lhe o papel que Mateus escreveu a Isabela.

Catarina fica furiosa e pede que lhe tragam a cadeira. Marcos lê uma história aos filhos e Carla avisa que já está tarde e têm de ir descansar.

Crianças insistem para Marcos dormir ali e Carla acaba por ceder. Carla está com dificuldade em adormecer, quando Marcos bate à porta e pede para dormir com ela.

Isabela e Mateus dançam intimamente e Mateus coloca uma venda em Isabela, e beija-a no pescoço repetidamente.

Catarina deixa a cadeira de rodas e quer ir pelo seu pé ao quarto do filho e Vitória olha-a preocupada.

Mateus e Isabela já não conseguem conter o desejo e estão prestes a consumar o seu amor.

Catarina continua a subir as escadas determinada.

Mateus tem Isabela contra a parede, desabotoa as calças e beijam-se apaixonadamente.

A maçaneta da porta roda e ouve-se a voz de Catarina, deixando Mateus e Isabela aterrorizados.

Catarina bate na porta com a bengala, desesperada.

Vitória impressionada com a força da fúria da patroa, grita a Mateus para abrir a porta.

Mateus manda Isabela despir o vestido e ela atrapalhada procura a sua roupa.

Mateus abre a porta, Catarina olha-o com raiva e avisa Isabela que está despedida e pede a Vitória para a deixar a sós com o filho.

Isabela desce as escadas e Elvira espera-a com desprezo.

Carlos recebe Rita e esta conta que a obsessão que Vitória tem com ela deve-se ao facto de Vitória estar apaixonada por Lucas.

O café está com um ambiente intimista para os fados e todos aguardam por Alfredo e Maria de Portugal.

Alfredo canta e Joana fica emocionada por vê-lo a cantar.

Alfredo agradece a presença da esposa, Joana agradece e Patrícia de má cara, troca olhares com ela. Carla acaba por ceder que Marcos se deite com ela e ele abraça-a com força e ternura.

Marcos diz que teve saudades dela e dormem em conchinha.

Mateus chora e implora perdão, mas Catarina mostra-se implacável por ele estar apaixonado por uma empregada e bate-lhe com a bengala.

Catarina tem uma tontura e grita por Vitória.

Elvira repreende Isabela e ela indica que vai preparar as malas por Catarina a ter mandado embora.

Alfredo diz que só faltava estar ali Carlos para ser a noite mais feliz da sua vida e Joana repara que Patrícia faz um sorriso dengoso ao seu marido.

Joana indignada avisa que está na hora de irem embora e saem.