"

RTP assinala os 100 anos do nascimento de Amália Rodrigues

Amália Rodrigues

Amália Rodrigues é destaque na programação da RTP

Ao longo deste mês de julho, a RTP vai assinalar o centenário do nascimento da diva do fado, Amália Rodrigues.

No mês em que se celebram os 100 anos do nascimento de Amália Rodrigues, a RTP recorda a vida e a obra do nome maior do Fado e uma das figuras incontornáveis da Cultura portuguesa.

Já esta semana, pode ver dois dos filmes mais emblemáticos da carreira cinematográfica de Amália Rodrigues – “Fado, História d’uma Cantadeira” e “Capas Negras”. Mas quando se fala de Amália falamos de Fado, guitarras, do nosso país e da nossa história. Assim, poderemos assistir a um concerto único que juntou 100 guitarristas, numa homenagem ao nome maior do Fado nacional.

Quarta-feira, às 24h04, na RTP1

“Fado, História d´uma Cantadeira”

Perdigão Queiroga realizou, em 1948, um dos melhores melodramas do cinema português, imortalizando Amália ao lado de Virgílio Teixeira, António Silva e Vasco Santana.

Em Alfama, a cantadeira Ana Maria estreia-se em público num retiro de fado, alcançando um grande êxito. A sua carreira arranca subitamente, levando-a de seguida até ao teatro e a percorrer o circuito da vida boémia de Lisboa. Apesar de tudo, Ana Maria não se deixa contagiar pelo sucesso e continua ligada ao seu homem de sempre, o Júlio guitarrista. Mas a atração por uma vida de luxo e celebridade acaba por complicar tudo e Júlio começa a pensar em partir para África.

“Fado, a História d´uma Cantadeira” é um dos filmes onde o fado, as personagens e os ambientes lisboetas em que nessa época se apoiava, e de que se alimentava, melhor estão representados. No fundo, esta excelente obra de Queiroga sobre a vertiginosa trajetória de uma fadista de Alfama dividida entre o sucesso e as suas origens populares, é acima de tudo uma assumida homenagem a Amália Rodrigues.

Quinta-feira, às 22h30, na RTP1

“Guitarras para Amália”

Espetáculo filmado nos Paços do Concelho da Câmara Municipal de Lisboa, que juntou 100 guitarristas numa homenagem a Amália Rodrigues no centenário do seu nascimento.

Um concerto que se inicia com um momento único com o também centenário Professor Joel Pina e o seu baixo, que nos conta um pouco das suas aventuras com a Diva do fado, que acompanhou durante mais de 40 anos, e tocando algumas notas de um tema ‘amaliano’. Depois seguem-se, na escadaria dos Paços do Concelho, 12 grupos de guitarras com os melhores instrumentistas de todo o país que irão tocar 12 temas imortalizados por Amália. Mas no final todos se juntam para um momento único: 100 guitarras a tocar o tema “Amália”.

Quinta-feira, às 23h45, na RTP1

“Capas Negras”

Um amargo e comovente melodrama de sabor coimbrão sobre o caso de amor entre uma bela tricana e um estudante de Direito, que foi um estrondoso êxito nos anos 40, com Amália Rodrigues

Em Coimbra o “quintanista” de Direito, José Duarte, e a bela tricana, Maria de Lisboa, vivem uma intensa história de amor. Terminado o curso e julgando-se traído, José Duarte abandona Maria e vai para o Porto. Recusa-se a aceitar as cartas dela e esta acaba por ser presa no Porto pelo abandono do filho. José Duarte decide defendê-la, reconhecendo, ao mesmo tempo, ser o pai da criança.

Um filme repleto de amor, música e nobres sentimentos, que Amália Rodrigues domina com a sua fascinante presença e inconfundível voz.