Sandra Santos reescreve novos episódios de “Nazaré”. Covid-19 vai ser retratado

Nazaré
“Nazaré”

As gravações da segunda temporada de “Nazaré” vão arrancar no próximo dia 21 de maio. Previstas para terem começado no principio de abril, a SIC viu-se obrigada adiar as mesmas dado à Pandemia do novo Coronavírus.

Neste espaço, Sandra Santos começou a reescrever os episódios e vai retratar o atual momento que o Mundo está a passar.

«As personagens vivem neste mundo, portanto é mais do que natural que não se tenham alheado ao que está a acontecer a todos», conta a autora à revista TV7 Dias.

«Vamos passar mensagens que são importantes para a saúde e ordem públicas, como a importância do distanciamento social, a desinfeção das mãos e o uso de máscaras no Lar Terceira Onda, onde os riscos de infeção são tidos como mais elevados», revela, acrescentando ainda outras medidas que vão ser seguidas no estúdio: «As manifestações de afeto, como beijos e abraços, estão a ser reduzidas e substituídas por outras ações para demonstrar os sentimentos. Os olhares vão ser mais usados e a realização vai aproximar aquilo que não pode estar tão próximo».

“Nazaré” como «é uma novela particularmente física», Sandra Santos revela ter tido algumas dificuldades para contornar as novas medidas de segurança impostas.

«Todos temos de puxar um pouco mais pela imaginação. Não é fácil, mas estamos a tentar salvaguardar a integridade do elenco e técnicos, buscando soluções para manter essa característica», afirma.

«A novela, apesar de ser um produto de ficção, pretende representar o mais fielmente possível a vivência normal das pessoas. Quem está nos mesmos núcleos ou agregados toca-se, beija-se, etc. O truque aqui é tentar dar ao público alguma normalidade entre pessoas que mal se podem tocar. Não vai ser a mesma coisa, mas tentamos que a falta dessas ações seja o menos disruptiva possível».