“Vidas Opostas”: Resumo dos próximos episódios

"

159º Episódio (1 a 7 de outubro)

Maria confronta Álvaro com a morte do pai e garante-lhe que Ricardo vai entregar à polícia as provas que tem. Álvaro esconde o nervosismo e nega ter matado Vítor. Maria descontrola-se e arranha-o. Ele responde dando-lhe um estalo. Maria grita-lhe que é um assassino e que vai pagar pelo que fez, enquanto um guarda prisional a leva dali. Álvaro fica muito enervado, temendo que o filho o denuncie.

Tomás pressiona Mónica para irem para o festival. Ela explica que têm de esperar que o tio chegue para tomar conta do café e fica desagradada com a insistência do namorado.

A caminho do festival, Tomás distrai Mónica a fazer vídeos e a tirar selfies e ela perde o controlo do carro e despista-se. Já fora do carro, Mónica repreende Tomás e ele faz uma birra e quase é atropelado. Para lhe salvar a vida, Mónica acaba por torcer um pé e Tomás, em grande aflição, chama uma ambulancia.

Ricardo procura Maria e apesar de ela não querer falar com ele, diz-lhe que vai entregar à polícia as provas de que Álvaro matou Vítor. Maria fica furiosa quando Ricardo revela que o telemóvel onde tinha as provas desapareceu e manda-o embora, dizendo que nunca mais o quer ver.

David vai a casa de Salomé depois de estar a fumar droga e exige que ela se afaste do pai dele, porque quer que os pais fiquem juntos. Salomé percebe que ele não está bem e tenta levá-lo a casa. David torna-se agressivo e Lucinha tenta expulsá-lo de casa. David não gosta de ser empurrado e provoca a queda de Lucinha que se corta, ficando a sangrar. Joel entra de seguida e expulsa David. Salomé diz que têm de ir para o hospital, pois não consegue estancar o sangue da filha.

Vera sai de casa com Bia para irem ao hospital. Caio fica sozinho e recebe a visita do inspector Filipe que lhe comunica que é o principal suspeito de ter agredido Gonçalo quase até à morte, depois de ele ter tentado violar Bia.

Fausto pede ajuda a Ricardo para proceder a despedimentos na MUVV mas ele prefere não saber de nada. Íris surpreende o irmão ao entregar-lhe o telemóvel onde ele guardou as provas de que foi o pai deles a matar Vítor. Ricardo fica espantado.

Eva desabafa com Elias por ter perdido tudo e diz que quer refazer a rede, contando com Simão. Elias desconfia dele e Eva revela que era ele quem tinha as provas que Marco entregou no dossier, garantindo que Simão não está ao lado de Álvaro.

Simão visita Álvaro na prisão e deixa-o em choque ao revelar que foi Eva quem entregou a Jorge as provas que o colocaram na cadeia.

Ricardo discute com Íris depois de ela contar que apagou do telemóvel a gravação em que Álvaro confessava ter matado Vítor. A irmã justifica que não podia permitir que o pai fosse acusado do crime e assume que não se importa de ser odiada por isso. Ricardo vai embora furioso e diz que ela é uma idiota.

Simão manipula Álvaro e envenena-o contra Eva. O chefe nomeia-o número dois da rede e jura que vai acabar com Eva por o ter traído.

Maria vai à prisão para falar com Álvaro e estranha ver Simão a sair de lá.

Maria confronta Álvaro com a morte do pai e garante-lhe que Ricardo vai entregar à polícia as provas que tem. Álvaro esconde o nervosismo e nega ter matado Vítor. Maria descontrola-se e arranha-o. Ele responde dando-lhe um estalo. Maria grita-lhe que é um assassino e que vai pagar pelo que fez, enquanto um guarda prisional a leva dali. Álvaro fica muito enervado, temendo que o filho o denuncie.

Cecília esbofeteia Íris depois de saber que ela destruiu a gravação em que Álvaro confessou ter matado Vítor. A filha continua a defender o pai e a mãe informa-a de que já a processou. Íris mostra-se indiferente.

Maria confessa-se aliviada por ter dito a Álvaro tudo o que queria. Jorge repreende-a por ter ido à cadeia e ela revela que viu Simão a sair de lá, recordando que foi ele quem ajudou Marco e dizendo que tem de saber mais sobre o modelo. Jorge pede-lhe que não faça nada sozinha.

Mónica conta a Maria que tem um pé partido. Artur agarra Tomás pelos colarinhos quando ele assume que foi o responsável pelo acidente. Tomás cai na realidade e percebe que a relação com Mónica não faz sentido e acaba tudo com ela. Tomás e Mónica despedem-se em lágrimas e Artur conforta a sobrinha com um abraço.

Tito está muito nervoso antes de ir confessar a Débora que tem andado a traí-la. Joana quer ir com ele para assumir as suas responsabilidades.

Débora leva Hugo consigo quando vai falar com Tito e Leonor questiona se Hugo já está em condições de andar na rua. Afastadas as preocupações, Hugo e Débora vão para a cozinha e como ficam sozinhos começam a beijar-se. Tito entra em com Joana e também avança com ela aos beijos para a cozinha, esbarrando em Hugo e Débora. Ao perceberem que se andavam todos a trair, os quatro iniciam uma grande discussão, trocando acusações. Leonor tenta serenar os ânimos mas ninguém a quer ouvir.