“Vidas Opostas”: Resumo dos próximos episódios

"

103º Episódio (23 a 29 de julho)

O carro de Marco é descoberto com os seus pertences junto a uma ravina e a polícia acredita que ele terá morrido. Sem o aparecimento do corpo, todos temem que ele tenha ido atrás e Ricardo e Maria

Lucas desabafa com Artur sobre Aurora e conta que ela o traiu e que anda a ser ameaçada pelo homem com quem se envolveu. Artur oferece-se para arranjar uns amigos para pôr o sujeito na ordem mas Lucas rejeita porque ele emprestou dinheiro à mulher para aguentar a Zenit. Lucas confessa que mal consegue olhar para a cara da mulher e não sabe o que fazer, nem se a consegue perdoar, apesar de ela dizer que ainda o ama.

Salomé nota que Cecília está muito preocupada e ela acaba por confessar que isso se deve ao facto de o filho ter sido obrigado a sair do País por causa de Marco. Salomé também expressa a sua revolta pelo que ele faz a Eva. Cecília decide ligar a Álvaro para saber de Ricardo e quando o marido diz que falou com ele e que está tudo bem, ela protesta porque queria falar com o filho. Álvaro justifica que a conversa teve de ser curta por razões de segurança. Depois de finalizar a chamada, Álvaro pergunta a Elias se já localizaram Marco mas ele revela que não o conseguiram descobrir.

Eva conta a Jorge que Álvaro declarou guerra a Marco. A inspectora Teresa revela que a polícia encontrou o carro de Marco junto a uma ravina, suspeitando de que ele tenha morrido. Jorge fica desconfiado da morte do irmão e Eva diz que só acredita quando o vir num caixão. Teresa quer que alguém vá reconhecer os pertences de Marco.

Ricardo irrita-se por não conseguir arranjar o esquentador da casa onde estão e Maria diz que vai às compras com Alice e que quando chegar quer ter água quente.

Álvaro espera com Elias por Eva e quando ela chega dá-lhe um raspanete por estar atrasada. Ela conta que esteve com Teresa e que a polícia está convencida de que Marco morreu. Álvaro não acredita e ordena que a as buscas para o encontrar sejam reforçadas.

Soraia está irritada por não conseguir falar com Eva e porque ela não disse que não ia trabalhar. Salomé pede-lhe que tenha paciência com a filha e Salomé responde que não tem feito outra coisa e despede-se porque tem um compromisso importante.

Mariana faz-se difícil para assinar as partilhas do tesouro e Joana fica exasperada. Soraia chega e força a irmã a assinar. Joana diz que depois dá notícias e Soraia conta a Mariana que foi despedida da casa dos Candal, mas que valeu a pena porque se vingou e bem de Íris. Mariana fica furiosa com ela e diz que mais uma vez terá de ser ela a resolver o problema.

Anabela chega a casa e grita por Tomás, irritada porque ele faltou às aulas. Fausto critica-a por ter querido afastar o filho de Mónica à força e telefona-lhe deixando mensagem a pedir-lhe que vá para casa para conversarem. Anabela descobre que Tomás fugiu de casa e quer fazer queixa de Mónica à polícia por ter desviado um menor. Fausto impõe-se e não permite.

Tomás obriga Mónica a abrir-lhe a porta e diz que vai ficar com ela e que a mãe fez queixa dela à Ordem dos Psicólogos. Mónica fica arrasada e ele tenta beijá-la mas é afastado. Mónica faz-se de forte e decreta que não podem ficar juntos e ele vai-se embora destruído por dentro. Quando Tomás sai, Mónica chora, desesperada.

Hugo fica atrapalhado ao encontrar Tito na Academia e desculpa-se para não o ajudar nos treinos. Débora aparece para falar com Hugo e é surpreendida com a presença de Tito que os convida para o ajudarem num vídeo, levando com eles Joana, já que Hugo conta que ela veio assinar os papéis para resgatar o tesouro de família. Débora não gosta da ideia mas tal como Hugo, disfarça o constrangimento e a tensão por andarem a enganar Tito.

Benny reclama pela ajuda de Caio no bar mas ele está alheado da conversa a olhar para Bia e diz que volta quando puder. O amigo finaliza um prato e Caio leva-o aos clientes. Depois vai ter com Bia que o manda embora para não lhe estragar o encontro. Gonçalo, homem a rondar os quarenta anos senta-se numa mesa em frente e finge mexer no telemóvel. Caio, diz à filha para o chamar se precisar e afasta-se. O homem observa-os.

Salomé confessa a Jorge que sabe que a filha anda metida com bandidos. Ele diz que vai ajudar Eva e Salomé fica chocada quando Jorge, depois de falar ao telefone com Teresa, lhe conta que Marco pode estar morto.

Cecília duvida de que Marco se tenha suicidado e teme que ele o tenha simulado para ir atrás de Ricardo e Maria. Íris acha que ele pode mesmo ter sido morto, pois tinha muitos inimigos. Álvaro remete para a polícia o desfecho do caso. Cecília diz que só fica descansada quando ouvir a voz do filho.

Ricardo grita por Maria a dizer que comprou um esquentador novo mas ela ainda não regressou das compras com Alice. Ele aproveita para ligar à mãe e fica muito preocupado quando Cecília lhe conta que Marco está dado como morto, mas que duvida que isso tenha acontecido. Ricardo teme porque Maria foi sozinha às compras com a filha.

Cecília conta a Álvaro que Ricardo está bem mas que ficou preocupado com a notícia sobre Marco, porque Maria foi sozinha com a filha à cidade. Álvaro também fica inquieto mas ao mesmo tempo esperançado que Marco seja encontrado vivo ou morto. Joel toca à campainha e quando Cecília abre a porta, pede para falar com Íris.