“Vidas Opostas”: Resumo dos próximos episódios

"

15º Episódio (23 a 29 de abril)

Ao saber que Eva levou a pasta com informações que tinha na sua sala, Álvaro sugere que a rapariga seja despedida mas Ricardo diz-lhe que é melhor aliar-se a ela porque através dela podem chegar a Marco. Álvaro acha que Ricardo está a pisar terreno perigoso porque Eva e Maria são inimigas e trabalham as duas na MUVV. Ricardo acha que Maria é uma vítima mas Álvaro aconselha-o a não se iludir.

 Lucas pede a Artur para estar mais presente na vida da família porque está preocupado com Aurora. Artur garante que vai ajudá-los.

Entretanto Aurora distribui os elementos do grupo pelos diferentes locais onde Marco pode estar para o tentar apanhar.

Com o lábio inchado, Aurora diz ao filho que caiu e bateu com a boca na cómoda. David pergunta a mãe se não esta a ser perseguida se não lhe bateram e ela acaba por se aborrecer por ele insistir no tema.

Decidida a perceber o que se passa, Eva passa revista ao gabinete de Cecília e Ricardo e descobre uma pasta com informações dela, de Maria e de Marco. Entusiasmada com o que encontrou deixa cair o pano do pó sem se aperceber e sai com a pasta. Ao sair encontra Ricardo que lhe pergunta se está ali para sacar informações para dar a Marco. Ela responde-lhe que se trata de uma coincidência, porque foi o trabalho que a agência lhe arranjou. Mas ao entrar no gabinete, Ricardo vê o pano do pó e depois percebe que a pasta não esta na gaveta.

Entretanto, Maria já não sabe o que fazer com Marco. A ferida não cicatriza, ele está a arder em febre e a delirar. A única certeza que tem é de que precisa de ajuda, caso contrário Marco acabará por morrer. Com Marco ferido e a delirar, sem saber o que faz, Maria telefona a Jorge para que ele a ajude.

Marco pede para não ir para o hospital e Jorge pede a Maria para chamar o médico de Alice a casa, esperando que ele possa ajudar.

Maria diz ao médico que foram vítimas de um assalto e que Marco tem um trauma com hospitais. O médico consegue tratá-lo, mas recomenda que apresentem queixa. Jorge sente-se um pouco culpado por ter montado a cilada que ia levando à prisão do irmão, sobretudo depois de perceber que a organização quer matá-lo. Jorge acredita que mesmo que ele seja preso e que a organização vai tentar matá-lo. Maria diz-lhe que desconfia de Eva e continua a acreditar que Marco só se casou com ela para sacar informações.

Eva explica a Soraia que retirou do gabinete de Ricardo uma pasta com informações pessoais sobre ela e Marco. Eva acha que Ricardo pode bem ser a pessoa da organização que Marco dizia que pertencia à MUVV. Soraia acha que não faz muito sentido porque Fred era seu irmão.

Ao saber que Eva levou a pasta com informações que tinha na sua sala, Álvaro sugere que a rapariga seja despedida mas Ricardo diz-lhe que é melhor aliar-se a ela porque através dela podem chegar a Marco. Álvaro acha que Ricardo está a pisar terreno perigoso porque Eva e Maria são inimigas e trabalham as duas na MUVV. Ricardo acha que Maria é uma vítima mas Álvaro aconselha-o a não se iludir.

Seguindo o seu plano, entorna sumo em cima da mesa e pede a Eva para limpar. Enquanto isso vai vasculhar o armário da rapariga e, como calculava, encontra a pasta que ela lhe tirou. Depois vê a mala e tira-lhe o telemóvel. A seguir chama Filipe e pede-lhe para desbloquear o telemóvel, alegando que é um aparelho antigo onde tem contactos importantes. Entretanto, Eva quer ligar a Lucinha e percebe que não tem o telemóvel. Procura por todo o lado, liga para o telemóvel e nada. Lembra-se que pode ter deixado cair no gabinete de Ricardo e vai perguntar-lhe mas ele diz-lhe que não viu o telemóvel e sugere-lhe que veja no carro. Quando a ela sai, Ricardo tira o telemóvel da gaveta e começa a ver as mensagens.

Depois de ver as mensagens e os registos de telemóvel Ricardo diz a Álvaro que Eva não tem contacto com Marco. Ricardo devolve o telemóvel a Eva dizendo que foi um empregado que o encontrou e propõe-lhe tréguas. Ricardo diz-lhe que se ela tivesse ligado a Marco não estava ali a fazer limpezas e tinha fugido com ele.

Para juntar útil ao agradável, Hugo decide marcar um encontro pelo chat com uma raparia de Amarante para quando for fazer a prova do triatlo.

Fausto continua à procura do tesouro com a ajuda de Joana e quer a todo o custo entrar numa casa abandonada no centro da cidade. Joana tem dúvidas mas Fausto está decidido.

Mónica não pode dar consulta a Tomás e ele sente-se triste. Artur tenta perceber o que se passa com Mónica mas ela diz-lhe que está preocupada com Maria e que não sabe como a ajudar.