‘Caso Ana Leal’ origina petição online


TVI

Ana Leal está proibida de entrar na TVI depois de se ter incompatibilizado com a direção de informação do canal de Queluz. O caso já fez várias páginas de jornais e revistas e está agora na base de uma petição na internet.

Intitulada «Petição pela efetiva liberdade de Imprensa na TVI», o documento está online para ser assinado por quer quiser. « A Liberdade de Imprensa é um bem demasiado precioso. Os cidadãos signatários, nos termos da Constituição da República Portuguesa, exigem que o Estado garanta o direito de todos a serem informados, por mais conluios de interesses partidários, empresariais, ou até de promoção pessoal de vedetas televisivas», pode ler-se no início do documento.

Os signatários escrevem ainda que «Confrontados com a suspensão, pela TVI, da jornalista Ana Leal, os cidadãos exigem as seguintes respostas das entidades com obrigações legais de fiscalizar o livre exercício daquele direito, bem como da Administração do Grupo Prisa, que está obrigada a respeitar a Constituição da República e as leis democráticas de um estado soberano como Portugal, que restaurou a sua independência em 1640».

O caso que opõe Ana Leal à subdiretora de informação, Judite de Sousa deixa ainda várias perguntas no ar, a primeira das quais relacionada com a própria subdiretora: «Porque é que a directora adjunta, Judite Sousa, retirou do alinhamento do Jornal das 8 da TVI, de 26 de Janeiro, uma reportagem sobre a decisão da procuradora-Geral adjunta Cândida Almeida de não investigar, como devia, no interesse de todos os cidadãos e contribuintes, os fortes indícios de má utilização dos dinheiros públicos na adjudicação a uma empresa do grupo BPN, do Sistema Integrado de Redes de Emergência e Segurança de Portugal (SIRESP)?»

Partilhe: Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn
  • S Carmo

    Deus escreve direito por linha tortas,e não dorme!
    Este ser de nome ana leal está a provar o seu próprio veneno…semeou ventos á família Carmo, e colheu em sua vida tempestade!
    Devia ajoelhar-se e pedir perdão á família Carmo, a quem Desumanamente Ofendeu!
    Que lhe sirva de lição,que quando apontar um dedo a alguém,tem quatro contra si!
    Cá se fazem,cá se pagam!
    Durma descansada se conseguir!
    Bem haja,quem estiver longe de si.

    Mas, como católica e cristã que sou, e acredito na Infinita Mesiricórdia Divina,Deus a perdoe,pois não sabia o que dizia,nem fazia!

    S Carmo (uma das vítimas da Infame reportagem escravatura do século (deste ser).

Ao continuar a utilizar este site, está a concordar com o uso de cookies. Mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close