«”Ouro Verde” é uma novela que se atreve a fazer coisas que dantes não existiam», afirma Moniz


Ouro Verde

Ouro Verde

Depois de “A Única Mulher” e “A Impostora”, José Eduardo Moniz foca todas as atenções para “Ouro Verde” que tem estreia marcada para o próximo domingo, dia 8 de janeiro.

O responsável pela ficção da TVI lança largos elogios à trama e a toda a equipa que está por detrás dela.

«É uma novela que se atreve a fazer coisas que dantes não existiam, tem muita coisa inovadora; tem maneiras peculiares e diferentes de abordar temas que são muito atuais, tem visões particulares daquilo que são os dramas humanos, é uma novela elaborada, muito cuidada do ponto de vista de escrita e que, obviamente, vai exigir da parte da realização e de todas as outras componentes técnicas cuidados muito especiais», afirma à TV7 Dias.

Protagonizada por Diogo Morgado, Joana de Verona e Ana Sofia Martins, “Ouro Verde” promete uma história de amor, mas também uma grande vingança. Diogo será Zé Maria e Jorge Monforte e o seu grande amor é Bia, protagonizada por Joana de Verona. Ana Sofia será Vera Andrade uma chef de cozinha completamente apaixonada por Jorge.

«A estrutura da novela vai-se dividir entre dois tempos e a relação entre estes dois tipos também», afirma Diogo Morgado.

Partilhe: Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Ao continuar a utilizar este site, está a concordar com o uso de cookies. Mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close