RTP1 deixa concursos fora do horário nobre

“Decisão Final” fecha um ciclo de mais de 10 anos

A RTP1 vai acabar com o formato ‘concurso de cultura geral’ no horário nobre. Esta fórmula de programação, diária e de forma continuada, dura há 10 anos ininterruptamente. O ano novo está a chegar e começam já a surgir as primeiras mudanças na programação. A primeira certeza é que os game shows vão deixar de fazer parte da oferta nobre da estação pública.

«Não haverá concurso à noite. O único concurso que se mantém é “O Preço Certo”, de Fernando Mendes», revela fonte próxima da RTP à Notícias TV.

O primeiro concurso da era moderna a estrear na RTP1 e a ser exibido de forma diária foi “Quem Quer Ser Milionário?”, com Carlos Cruz, no final da década de 1990. O apresentador foi, entretanto, para a SIC e a segunda temporada teve Maria Elisa como anfitriã. Seguiu-se Diogo Infante e o formato entrou num longo hiato… bem como os concursos no primeiro canal da televisaõ pública.

Em 2002 Emídio Rangel chegou à RTP e estreou um concurso em horário nobre. Desde aí que o se mantém. Já lá vão 10 anos. Na altura a escolha recaiu sobre “O Jogo da Espera” e foi apresentado por Júlia Pinheiro. Seguiram-se inúmeros formatos. “O Elo Mais Fraco” (de Júlia Pinheiro, Luísa Castel-Branco e, mais recentemente Pedro Granger), “Quem Quer Ser Milionário?” (com Jorge Gabriel e José Carlos Malato, na versão ‘Alta Pressão’), “A Herança” (com José Carlos Malato e Tânia Ribas de Oliveira, na versão ‘verão’), “Jogo Duplo” (José Carlos Malato), o “Cofre” (Jorge Gabriel), “Sabe Mais que um Miúdo de 10 Anos?” (Jorge Gabriel), “Super Miúdos” (Sílvia Alberto) ou mesmo “Um Contra Todos” (José Carlos Malato), entre outros.

Esta aposta em horário nobre deu alguns dos melhores resultados à estação. Por lá já passaram alguns concursos menos bem sucedisos. “O Cofre”, “Super Miúdos” e “Decisão Final” não renderam bons números.

Partilhe: Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Noticias relacionadas

  • Kaiser Kosta

    lol sai cultura, mas mantêm o programa do gordo – por ter audiências. Não ia ser uma RTP alternativa? Talvez o venha a ser, mas para pior.

Ao continuar a utilizar este site, está a concordar com o uso de cookies. Mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close