[Consolidado]: Saiba como ficaram as audiências em 2019

"

A SIC foi o canal com maior audiência em 2019. A estação de Paço de Arcos conseguiu ultrapassar a TVI, em fevereiro, mantendo-se líder até ao final do ano.

O canal dirigido por Daniel Oliveira fechou 19.5% de share anual subindo 2.5 p.p. quando comparado com 2018, segundo dados Consolidados divulgados pela GFK.

A TVI fechou o ano com 15.8%, sendo o canal que mais telespetadores perdeu. A RTP1 subiu 0.2 p.p., a RTP2 manteve os 1.5%. O Universo Cabo marcou 39.2% de share anual e o Outros, 9.6%. A RTP 3 TDT, a RTP Memória TDT e AR TV somaram 1.9% de quota de mercado.

Novembro foi o melhor mês da SIC. Agosto com as repetições do “Júlia” e com as férias de Cristina Ferreira n’ “O Programa da Cristina” ficou marcado como pior mês de 2019 do terceiro canal.

A TVI teve em agosto o seu pior mês ao marcar um valor histórico de 12.9% de quota de mercado. Já o seu melhor valor foi em janeiro onde teve o “First Dates: O Primeiro Encontro” e o inéditos “Apanha Se Puderes” de Cristina Ferreira.

Com a mudança da hora, para a hora de Inverno, a RTP1 cresceu nos meses de novembro e dezembro. Junho com a “Liga das Nações” e os Santos Populares, a estação pública teve o seu terceiro melhor mês do ano. Já o pior foi setembro.

Audiências 2019

Audiências 2019

A SIC foi o canal em 2019 que conseguiu o maior número de telespectadores reunido num só dia. No Natal, dia 25 de dezembro, a estação de Paço de Arcos conseguiu uma média de 572 mil telespectadores por minuto, com um share de 24%.

Já em share, o melhor valor registado pela SIC foi de 28.4% de share no dia 14 de março, quinta-feira com o confronto entre o Benfica e o Dinamo Zagreb. O jogo da “Liga Europa” conseguiu 44.1% de share.

Este valor de 28.4% foi o mais alto alcançado em 2019 por um canal de televisão, ultrapassando também o resultado mais alto de 2017 (26.2%). Em maio, no dia 25, a SIC teve o seu pior valor do ano com 14.2%.

A RTP1 conseguiu um máximo de 24.7% share no dia 25 de maio. Por sua vez, o seu pior valor foi registado no dia 19 de maio com 7.8% de share diário.

A TVI alcançou o seu melhor dia em share, a 12 de fevereiro, onde alcançou os 24.4%. Já o pior foi em agosto, no dia 10, onde conseguiu apenas 10.8% de share diário.

A RTP2 alcançou 3 pontos de share no seu melhor valor. No último dia do ano, marcou apenas 0.6% o que resulta no pior valor de 2019.

O Universo Cabo conseguiu a 31 de agosto o seu melhor valor com 47.3% de share.

Saiba quais foram os 15 programas mais vistos em 2019 [Consolidado]

O final da segunda temporada de “Golpe de Sorte” foi o programa – fora do campeonato do Futebol – com  mais audiência. Seguem-se as estreias de “Nazaré” e “Terra Brava”.

“Quem Quer Namorar com o Agricultor?”, “Gala dos Globos de Ouro” e o “Casados à Primeira Vista” fecham o top 7 dos programas mais vistos do ano.

A TVI conseguiu colocar o “Pesadelo na Cozinha” em 8º lugar, no dia da estreia.

“Terra Nossa” e “O Programa da Cristina” fecham o top 10 dos mais vistos do ano.

A título de curiosidade,  “Ferdinando” foi o filme mais visto do ano com 13.7% de audiência média e 26.8% de share. O “Telejornal” foi o programa mais visto da RTP1.

Programas mais vistos 2019

Os Programas mais vistos 2019

Em 2019, a CMTV voltou a ser o canal por cabo de maior audiência ao marcar 4.1% (em 2017 registou 3.6) seguindo-se a Globo com 2.8%.

O Disney Channel caiu para o 5º lugar, quando comparado com o ano anterior e viu-se ultrapassado pelo Hollywood e pela SIC Noticias.

A RTP1 3 TDT conseguiu ter uma melhor performance que a RTP3 que se fixou nos 0.7%. A RTP Memória marcou 0.2% frente aos 0.9% da RTP Memória TDT.

Na SIC, a SIC Mulher foi o canal, excluindo a SIC Noticias, com  mais audiência ao registar 0.9%. Seguiu-se  a SIC Radical com 0.4%, a SIC K com 0.3% e a SIC Caras com 0.3%.

Na TVI, a TVI Ficção e a TVI Reality registaram 0.5% e 0.2% de share respectivamente.

Os canais de cabo mais vistos em 2019

Os canais de cabo mais vistos em 2019

Os dados apresentados são Consolidados que apresenta Live+Vosdal+TSV 7 dias, que inclui: visionamento de emissão de televisão com diferimento igual ou superior a 60 segundos em relação à emissão, que tem lugar nos 7 dias seguintes ao dia de emissão desse conteúdo.

[Consolidado]: Saiba como ficaram as audiências em 2018

Os dados apresentados são da responsabilidade da CAEM/GfK.

Pode consultar mais dados no fórum Zapping.