“Golpe de Sorte”: Resumo dos próximos episódios

"

63º Episódio (12 a 16 agosto)

Revelações em Alvorinha! Patrícia diz a Teresa que o que viu no jantar é violência doméstica. A irmã de Padre Aníbal desvaloriza, tentando convencer Patrícia de que o caso não tem a gravidade que ela lhe está a dar. Até quando Teresa continuará a enganar-se a si própria e a desculpar as atitudes inaceitáveis do marido?

Inaceitável é o que Céu acha da relação de Amália com Horácio. Numa conversa muito íntima de grandes amigas, a euromilionária tenta deixar claro que Amália merece um homem que a respeite e a valorize. No entanto, Céu também ouve das boas sobre um José Luís que não se assume. E vem à baila o Doutor Francisco…

À baila veio também o telefonema anónimo que Vasques recebeu. Quando o detetive liga a Caio a dizer que lhe ligaram de Alvorinha, o vilão fica desconfiado e preparado para averiguar quem é que, na vila, lhes anda a querer descobrir a golpada. Caio prepara-se para traçar um plano infalível…

A infalível Miriam diz a Bruno que Jéssica andou a contar a Céu que eles os dois estavam juntos. Bruno não desvaloriza a intromissão da ex-namorada na sua vida pessoal e continua a dar-se com Miriam. Quando entram no quarto da vilã, descobrem que este foi todo revolvido e percebem imediatamente quem foi a autora daquela confusão…

Confusa e assustada ficou Cíntia quando recebeu um telefonema anónimo de alguém que a persegue há muitos anos. Necessitada de um ombro amigo, procurou Padre Aníbal para uma conversa cúmplice devidamente interrompida por Cremilde que, quando os apanhou a abraçarem-se, lhes tirou uma fotografia. A reação de Cíntia àquela intromissão na sua vida não vai ser agradável para a pastorinha…

Agradável foi a declaração de José Luís a Céu em… inglês. Confundindo o tipo de exercício linguístico, o dono da pensão Toledo acabou a declarar-se de forma inesperada à euromilionária, deixando-a comovida e apaixonada. É um amor que, apesar de ser antigo, todos os dias cresce e descobre novas palavras…

Quando Alfredo Nogueira descobriu que Horácio andava de câmara em riste a perguntar aos alvorinhenses em quem iriam votar, chateou-se e acabou a disputar as eleições com o Presidente da coletividade através de um braço de ferro. Para mal dos pecados de todos, deu empate…

Para mal dos pecados, e se são muitos!, de Carlos, Patrícia finalmente ganhou coragem para o enfrentar. A empregada da pensão Toledo foi a casa dos Nóbrega já com Teresa a dormir e disse a Carlos que sabia toda a verdade sobre a cegueira da sua esposa. Enfurecido, o médico não vai deixar esta afronta por mãos alheias…