“Jogo Duplo”: Resumo dos próximos episódios

"

Episódio 216 (10 a 16 de setembro)

Cruzam-se com Renato, que lhes diz que é o novo diretor de comunicação do grupo. Óscar conta a Diana que o caso dos dois GNR está quase resolvido.

Diana recebe um SMS da mãe a marcar o jantar com João e Óscar diz que não acha boa ideia. Diana pensa tratar-se de uma boa oportunidade e acaba por convencer Óscar.

Margarida diz a João que a mãe está triste e apática e pergunta-lhe se acha que Manuel era capaz de fazer mal à mãe. João diz que não, para não preocupar Margarida.

No dia seguinte, Miguel diz a Óscar e Joaquim que nenhum dos rastos de pneus coincide com os do carro, do suposto suicida e que também não percebe como é que um assassino profissional tem remorsos, mas Óscar diz que todos temos um ponto de rutura. Miguel não fica totalmente convencido e acha que há mais qualquer coisa, mas Óscar diz que é impressão dele.

Vítor avisa a brigada que têm autorização para vigiarem Susana, Manuel e João, apenas com meios daquela brigada.

Óscar diz que vai começar a vigilância num jantar com Manuel e João. Vítor pede-lhe para ter cuidado.

João fica impressionado com o texto que Renato escreveu e Manuel diz que contratou o jovem para diretor de comunicação.

João pergunta se ele procura outro aprendiz e Manuel diz que ele tem de deixar os irmãos voarem.

Diogo chega e Manuel certifica-se que estão preparados para a reunião e saem. Renato chega ao hotel, para trabalhar e Diana e Sílvia acham que é uma brincadeira. Renato pede que liguem a Manuel, para confirmar.

Diana diz a Renato que já falou com Manuel e ele pode ir, mas avisa-o que tem muitas coisas pendentes, para tratar com ele e fica incrédula quando ele lhe diz que vai ter de voltar para as aulas.

Gabriela assiste ao longe, orgulhosa. Alexandre foi a casa buscar umas coisas e cruza-se com Teodoro.

Alexandre diz ao pai que não vai para o seminário e que vai viver com Leonor. Teodoro diz que Leonor lhe faz bem. Manuel, Diogo e João regressam e contam a Tomás que a reunião correu mal.

Manuel diz que Tomás e o pai são incompetentes e Tomás defende-se, dizendo que foi o facto de Manuel e João terem sido presos que descredibilizou o projeto. Manuel despede Tomás.

João diz que não percebe a importância do negócio do petróleo, para Manuel, e este diz que quer tudo a que tem direito.

Óscar conta a Vítor que Miguel não está convencido na teoria do suicida ter morto os guardas. Vítor soube que Susana deixou o hotel e pede a Óscar para contactar Cátia. Óscar envia uma mensagem a Cátia.

Cátia liga a Óscar e este diz-lhe que receberam autorização para vigiar Manuel, Susana e João e pergunta se elas voltaram para Lisboa e Cátia confirma, mas quando Óscar lhe pede a morada ela desliga a chamada.

Ao continuar a utilizar este site, está a concordar com o uso de cookies. Mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close