"

“Quer o Destino”: Resumo dos próximos episódios

Episódio 93 (6 a 12 de julho)

Joana acha que Carlos está a fugir, estava cheio de sangue e chora nos braços de Alfredo.

Carlos pede a Maria que se afaste por ter de fugir e ela anui querer ir com ele, Carlos acha melhor ela ficar e arranca a toda a velocidade.

Maria chora convulsivamente por se sentir mais uma vez abandonada.

Isabela, João e Ana entram preocupados e perguntam a Vitória o que aconteceu.

Vitória avisa que Mateus feriu-se a ele próprio e que Carlos está inocente, eles não acreditam nessa versão e Isabela culpa-a do que aconteceu.

Carlos segue a alta velocidade, mas o motor começa a engasgar-se e a carrinha para.

Carlos num esforço desumano empurra a carrinha até à casa de Guilherme.

Rita recebe chamada de Fernando e conta que está a voltar atrás nos planos, pois se ajudar os Santa Cruz, Catarina vai aceitá-la a ela e a Marcos e brevemente será a dona da herdade.

Fernando avisa que já não vai enviar dinheiro, e alerta-a que está a cometer o maior erro da sua vida e desliga.

Ana acha que a história de Carlos não tem pés nem cabeça e agora que Vitória está com Lucas tem medo que Carlos faça mal ao pai.

Vitória tenta tranquilizá-la de que Carlos nunca faria mal a ninguém, quando recebe chamada dele.

Carlos fala com Vitória e conta que o carro avariou e pede-lhe para ir ter com ele.

Vitória vai ao encontro de Carlos e ele conta-lhe que Mateus é maluco e espetou a faca em si próprio, acrescenta ainda que ele anda a mentir a toda a gente, por conseguir andar e que esteve com ela no quarto.

Vitória sabe que ele a drogou e tenta perceber se Mateus lhe tocou.

Catarina quer saber a verdade sobre o que aconteceu, Mateus chora diz à mãe que não se conseguiu controlar e consegue andar.

Vitória está insegura e Carlos avisa-a que Mateus é perigoso e maquiavélico.

Carlos aconselha-a a afastar-se dele e pede-lhe para fugir dali com a sua filha e abraçam-se.

Mateus indica à mãe que só queria dar uma lição a Vitória e conta que foi ele que se espetou e assim afastou Carlos do caminho deles.

Catarina avisa que não pode tomar estas decisões sozinho quando são interrompidos por Lucas.

Carla dorme no sofá, acorda estremunhada porque tocam à campainha, abre a porta, fica em choque quando vê dois guardas.

Os guardas dizem a Carla que receberam uma denúncia de que Marcos estaria lá em casa desrespeitando a obrigatoriedade de afastamento, Nuno confirma, e Carla avisa que foi ela que deu autorização.

Marcos chega a casa de Rita e conta que a festa correu lindamente, mas no final Carla pediu-lhe para sair.

Rita sabe que Carla nunca o vai perdoar e recomenda-lhe que a esqueça.

O Guarda avisa que não está a ser coerente, e Carla conta que a filha fez anos e não conseguiu contrariar a família.

Nuno ajuda Carla a deitar-se e ela pede-lhe para que ele não fique com ideias erradas. Rita pede a Marcos que confie nela por gostar muito dele e Marcos não sabe se conseguem ser felizes.

Elvira apanha Vitória a chegar a casa e diz-lhe que devia entregar Carlos à polícia. Lucas chega e conta que Mateus vai ter alta no dia seguinte.

Elvira acusa Carlos de querer matar Mateus e Vitória defende o amigo. Lucas pede para falar com Vitória para saber a razão pela qual ela acredita na sua inocência.