“Terra Brava”: Resumo dos próximos episódios

"

Episódio 114 (6 a 10 de abril) 

Mário entra novamente em paragem cardíaca. Tiago tenta salvar Mário e pede ajuda à Rita que fica sem reação mas segue instruções de Tiago. Rita decide administrar morfina em vez de epinefrina com Tiago pediu. 

Elsa odeia o mupi, acha que parece uma pacóvia. Vasco apaixonado, só tem elogios a fazer. Diz Elsa que a partir de agora só vem sucesso e dinheiro. Elsa apaixonada beija-o. Ele cede e deixa-se levar.

Xana faz uma birra enorme porque o bolo do seu casamento está descongelado. Tomás diz que faltou a luz durante a noite, diz que Sara foi levada pelo pai, para ela parar de fazer birra. Joana tem pena de Xana.

Diogo diz Eduarda que pai levou Sara e Rita está em pânico, vai ter com ela. Eduarda não percebe o que ele pode fazer se a polícia já foi avisada. Ele sai preocupado. Eduarda gostava que Mário tivesse levado também Rita

André diz que já emitiram alerta e toda a gente está á procura de Mário e Sara. Marco quer avisar Henrique. André não deixa. Decidem o que fazer para o encontrar. Rita desesperada chora, diz que Mário está armado. Carlos culpa-se.

Sara insiste para pai ligar a Rita, diz que ela deve estar preocupada. Mário está nervoso, obrigada Sara a ver tv. Enquanto ela está distraída ele desliga o fio do telefone.

Falam do rapto de Sara. Prazeres diz que os chamou porque têm de fazer alguma coisa para impedir que o Padre vá embora da Vila. Sugere vigília. Mercedes acha má ideia. Prefere manifestação.

Xana oferece bolo. Elsa diz que ela está a fazer uma figura triste. Xana critica mupi. Discutem. Raul manda Xana embora e avisa Elsa para não contar sobre ele e Prazeres. Raul encantado com Rosete. Fala de Sara.

Rita está devastada. Diogo promete trazer Sara de volta. O carro foi encontrado abandonado. Decidem ir ao quarto de hotel procurar pistas. Carlos vai pedir ajuda à colega na PJ.

Mário mete comprimidos nos sumos e quer obrigar Sara a beber. Ela recusa. Diogo e Rita entram e Mário, fora de controlo, aponta a arma. Beatriz entra e Diogo bate em Mário. Recuperam Sara. Mário bebe o sumo.

Chegam perto do quarto e ouvem os gritos de Mário a tentar que Sara obedeça. Rita desesperada pede para Mário não fazer mal à irmã. Diogo manda Beatriz avisar a guarda.

Prazeres queixa-se porque Marco Paulo não lhe liga nenhuma. Sai. Vasco deixa entrar Elsa, beijam-se. Elsa furiosa com Prazeres, conta a Vasco que ela anda enrolada com o seu pai. Vasco não quer saber

Mário em paragem. Tiago manda Carla trazer desfibrilador. Tensão. Conseguem trazer Mário de volta. Rita conta a Carla que Mário raptou Sara e tomou comprimidos quando o apanharam. Gostava que ele morresse

Conversam. Diana diz Henrique que às vezes sente-se insegura. Acha que ele tem vergonha dela. Henrique fica atrapalhado, diz que gosta muito dela e só têm de ir com calma para causa dos seus filhos.

Carlos desabafa com Joana, sente-se culpado para não ter protegido Sara. David entra e é desagradável com Carlos que vai embora. Joana chateada com o filho. David percebe que esteve mal e pede desculpas.

Eduarda não gosta de saber que Beatriz correu perigo. Martim preocupado com Sara ao saber que o pai a raptou. Elogia Diogo que foi mais uma vez o herói. Martim conta que o pai já lhe disse que foi adotado e é irmão de Rodrigo.

Carlos abatido, culpa-se por não ter protegido Sara, diz a Diogo que também falhou com ele. Diogo diz ao pai que ele não tem culpa de nada. Falam de Eduarda e Beatriz. Diogo diz que está focado na vingança. Beatriz fica melhor sem ela.

Prazeres altiva. Raul diz que não quer nada com ela, acabou. Ela diz que ele não sabe cuidar de uma mulher, só está ali para o informar que vão fazer manifestação para o Padre ficar na vila. Vai para o posto.

Xana triste porque o universo conspira em contra do seu casamento. Reage, diz Afonso que casam assim que for possível e pronto. Não quer arriscar ficar sem noivo. Sílvia acha conversa surreal.

Beatriz quer saber com está Sara. Diogo agradece tudo o que ela fez. Eduarda entra e Diogo desespera. Beatriz sai sem paciência para aturar a mãe. Eduarda quer abraçar Diogo, teve mede de o perder. Ele esquiva-se

Carlos pede desculpas à Sara para não a ter protegido. Ela chora, diz que culpa foi dela, tem medo que o pai morra. Carlos conversa com ela e acalma-a. Ficam os dois abraçados no sofá.

Mário entra novamente em paragem cardíaca. Tiago tenta salvar Mário e pede ajuda à Rita que fica sem reação mas segue instruções de Tiago. Rita decide administrar morfina em vez de epinefrina com Tiago pediu.

Rita transtornada com o que acabou de fazer. Carla e uma enfermeira entram no quarto de Mário, não lhe falam

Tiago faz tudo para salvar Mário. Carla e a enfermeira entram para ajudar mas não há nada que se possa fazer. Mário morre. Tiago não percebe o que correu mal. Carla diz que ele já estava em estado crítico.

Carla diz a Rita que não conseguiram salvar Mário. Diz para ela se concentrar em Sara, ela vai precisar muito de apoio. Tiago sai do quarto e pergunta se chamaram o médico legista, olha desconfiado para Rita.