“Sangue Oculto”: Resumo dos próximos episódios

“Sangue Oculto”: Resumo dos próximos episódios

“Sangue Oculto”: A SIC já divulgou os resumos dos episódios da novela

Episódio 10 (26 de setembro a 2 de outubro)

Olavo e Vasyl estão a fazer o circuito, cada um em sua moto e equipados a rigor. Vemos um clip dos dois a acelerarem pela pista, trocando várias vezes de posição. Numa curva mais apertada, Olavo despista-se e sai de pista, caindo no chão. Imediatamente, Vasyl para a sua mota, tira o seu capacete e corre na direção de Olavo. Vasyl alcança Olavo, este está agarrado à perna. Vasyl leva Olavo para um local seguro para que ele possa sentar-se. Olavo diz que anda com muito em que pensar. Vasyl fala em Teresa e Olavo não acredita que ela não é a mulher que amou há 30 anos. Diz que há muitas coisas por explicar entre eles, uma delas ela ter desaparecido. Olavo levanta-se com dificuldades, tem dores, Vasyl ampara-o. Olavo quer saber o que Teresa fez ao longo destes 30 anos.

Carolina aproxima-se de Teresa e Benedita, que ainda está a processar o que acabou de descobrir. Vanda está alerta e Anna a sorrir, esperançosa. Vanda, seca, refere-se a Teresa como se a conhecesse a primeira vez e como a mulher que abandonou a sua filha. Vanda tenta levar Benedita dali, mas a voz de Teresa fá-las parar e diz a Benedita que Anna é sua sobrinha e precisa da ajuda dela. Benedita engole as lágrimas e foca-se em Anna. A tensão é grande. Vanda lança um olhar furioso a Teresa, controla a emoção como pode. Benedita promete a Anna ser bem tratada e que as duas vão ter uma ligação especial. Anna sente a tensão nos adultos e não consegue sorrir. Benedita força um sorriso e pisca o olho a Anna. Depois, aproxima-se de Vanda sem sequer olhar para Teresa e saem do quarto. Teresa chora, Carolina com pena da mãe, rodeia-lhe os ombros, angustiada.

Fora da universidade, Patrícia deixa o envelope com dinheiro atrás de uma papeleira. Tira o telemóvel da mala e responde a Y. “Dinheiro no local. Podemos parar com isto”.  Recebe como resposta “Vai-te embora. Y” Patrícia afasta-se, mas fica a ver o local da entrega duma esquina. Um rapaz aproxima-se, mas passa sem chegar perto do pacote. Quase ao mesmo tempo, surgem alunos da tuna. Patrícia perde a papeleira de vista e fica aflita. Quando todos passam, Patrícia caminha rapidamente para lá, mas o dinheiro desapareceu. Patrícia remexe no lixo, frustrada. Mário aproxima-se, intrigado. Ela diz que deixou cair uma coisa, mas não é importante. Ele desafia-a a jogar vólei e a convidar Maria.

João pousa as malas à porta do salão e Carmo e Nana entram a seguir. Nana senta-se e estica as pernas. João diz a Carmo que só quer a sua vida de volta, a Nana fora dali, Patrícia bem e o chantagista fora da vida deles. Carmo questiona se terão feito o correto ao não entregar o dinheiro. João está confiante pois o chantagista não deu mais noticias.

Na sala de casa de Patrícia, Maria está a levantar a mesa da sala, já preparada para sair. Olha para o sofá e vê as fotos de Nana e Mário. Pega nas fotografias, atónita.

Vasyl e Olavo entram da rua. Olavo tenta equilibrar-se sozinho para Benedita não se aperceber. Benedita fita Olavo e os olhos enchem-se de lágrimas. Diz que vou a mãe biológica. Ficam surpreendidos e Olavo abraça-a. Benedita não entende porque a procurou para falar da neta e nem se apresentou. Vasyl acha que estava a tentar aproximar-se. Benedita, irredutível, não quer falar com Teresa.

Vanda diz a Teresa que prognóstico da neta não é bom. Vanda diz que saltar nomes nas listas de transplantes é crime, se descobrirem, vai culpar Carolina. Teresa pede que pare de a ameaçar e aja. Vanda pede-lhe mais uma coisa, que diga a Benedita para arrumar esta história de uma vez e dizer-lhe que não a quer conhecer, nem ver. Teresa fita Vanda, chocada pela maldade desta e em conflito com a decisão que tem de tomar. Não consegue responder. Vanda afasta-se e Teresa não consegue conter as lágrimas. Lídia passa com um saco hospitalar e dirige-se ao seu carro.

Tojó (fardado) abre a porta do quarto de Anna e Bruno passa. Anna sorri ao ver o amigo que se senta perto dela e pega-lhe na mão. Ele pede desculpa por causa da situação das lanternas. Anna sorri e diz que alterou o seu desejo, passou a ser que Bruno nunca ficasse sozinho. Bruno sorri com ternura.

Carolina aproxima-se de Tojó, que vem do quarto de Anna e agradece-lhe ter trazido Bruno. Tiago e Pedro vêm pelo corredor, Tiago vai ter com Benedita e Pedro vai buscar uma água para carolina, quer ficar a apoiá-la. Carolina pergunta a Teresa se falou com Benedita, mas ela diz que não, precisa de ganhar coragem para falar com ela.

Patrícia serve a bola com elegância, mas Mário perde a bola, porque olha constantemente para a entrada da praia. Maria caminha furiosa pela areia. Vai ter com Mário e atira-lhe com as fotos no peito. Mário vê as fotos. Patrícia atravessa a rede. Ele explica que a mãe dela queria pagar-lhe para ele a convencer a largar o trabalho, mas ele recusou. Maria percebe que ele aceitou o dinheiro na mesma e diz que não existe para ele a partir de agora. Maria vira-lhe as costas e caminha em direção ao bar. Mário atira a bola para longe, frustrado.

Numa zona mais reservada do parque, Lídia entrega o saco hospitalar a Fábio, que abre o saco. Vemos várias caixas de medicamentos. Alguém os observa. Fábio tira um maço de notas do bolso e entrega algumas a Lídia, que o guarda. Afastam-se em direções opostas, com Lídia a ir para a receção. Elsa, junto de uma árvore, assistiu a tudo.

Elsa entra, ainda intrigada. Sobressalta-se quando se apercebe que Henrique está dentro do bungalow. Ele quer falar sobre um assunto que diz respeito à segurança do parque. Elsa pensa que Henrique está a falar do que acabou de ver.

No bar, Patrícia pede a Maria que fale com ela. Maria responde de lado que está a trabalhar. Patrícia puxa-a para se sentar e diz que quer pedir desculpa. Conta que há uma pessoa a chantageá-la e que enviou aquela foto à polícia. Remédios olha para as duas e critica Maria por não estar a trabalhar.

Vanda irritada, não quer falar da mãe de Benedita. Olavo diz que não sabe o nome dela, tem de chamar “mãe” o que deixa Vanda ainda mais irritada. Olavo pergunta como ela é e Vanda diz que tem um ar mesquinho e reles.

Benedita está a lavar loiça furiosamente na cozinha do bar, enquanto fala com Tiago que a assiste, impressionado com a sua destreza. Sente-se revoltada de que uma mulher que não lhe é nada a afete tanto. Tiago desliga a torneira e vira Benedita para si, sugere escolher uma série, um bom sushi e ficar agarrados o resto da noite. Benedita agradada quando recebe chamada de Carolina, que pede se pode ir lá a casa conhecer os avós a pedido de Anna. Benedita hesita.

Noémia abre a porta a Benedita, tensa. Tadeu vem dos quartos e aproxima-se, perplexo por ver a sua outra neta pela primeira vez. Benedita assente, tímida. Tadeu não se controla e abraça-a de rompante. Benedita fica estática, de braços em baixo. Noémia envolve Benedita e Tadeu no seu abraço. Os dois estão muito emocionados. Benedita está atrapalhada. Ao ver Teresa aproximar-se resolve sair, mas Teresa, determinada, diz que hoje vão conversar.

Anna está deitada a dormir na cama. Pedro e Carolina estão num sofá a dormir, Carolina está deitada no colo de Pedro. Tiago entra e fica irritado ao vê-los.

Ainda perdido de ciúmes, Tiago entra na sala de pessoal do hospital com Carolina pela mão e tranca a porta. Acha péssimo que ela durma em frente da filha com um homem. Carolina diz que ele não tem nada a ver com isso, não são nada um ao outro. Vemos Tiago a ficar com a respiração ofegante e com a atenção focada nos lábios de Carolina. Tiago não aguenta, agarra Carolina e beija-a apaixonadamente. Na surpresa de Carolina, de olhos abertos, enquanto é beijada.

Bárbara aproxima-se da sala de pessoal e põe a mão na maçaneta para entrar. A porta não abre tenta entrar na sala de pessoal, mas não consegue. O barulho de Bárbara a tentar abrir a porta, faz com que Carolina caia em si e empurre Tiago, dando-lhe um estalo. Tiago pede-lhe desculpas, mas Carolina diz-lhe para nunca mais lhe tocar, destranca a porta e sai, desembestada. Ainda aparvalhado, Tiago leva a mão aos lábios.

Carolina sai, quase dando um encontrão a Bárbara, que se desvia. Barbara vai entrar quando Tiago sai, surpreendendo-a.

Teresa está muito nervosa a olhar para Benedita que se mantém hirta. Benedita diz que Teresa teve a sua oportunidade há 30 anos atrás e vira-lhe as costas. Teresa baixa a cabeça. Está muito angustiada, aguenta a emoção e desaba a chorar com as acusações da filha e o motivo de não a ter escolhido e abandonado. Teresa mente e diz que na altura teve de fazer uma escolha. Diz que só queria vê-la e não tinha o objetivo de terem uma relação de mãe e filha. Benedita fica muito revoltada e explode. Benedita sai. Teresa a chorar, pega no telemóvel para fazer uma chamada. Diz a Vanda que Benedita ficou a odiá-la. Vanda agradada, pede que não se cruze com Benedita. Fala em tom de ameaça que se o fizer só vai fazer mal à neta de Teresa.

Teresa desliga e soluça, devastada. Noémia entra, com cautela, e aproxima-se da filha, conta a Nóemia o que Vanda mandou fazer para que Anna fique bem. Noémia olha-a chocada. Teresa lança-se nos braços da mãe e chora alto.

Barbara vê Carolina no refeitório do hospital e senta-se frente a ela. Carolina diz que a sua vida está um turbilhão e fala de um homem de quem não pode gostar. Barbara pergunta se é Tiago, mas Carolina afasta essa ideia, diz que é só o homem errado. Barbara diz que sente parece que conhece Carolina há muito tempo e Carolina sente o mesmo. As duas sorriem uma para a outra.

Elsa conta a Tojó que viu Lídia a falar com Fábio. Elsa quer arranjar trabalho, mas Tojó diz-lhe que a ajuda até o bebé nascer. Tojó sai, deixando Elsa com um sorriso nos lábios, enternecida pelo pai ser tão querido. Henrique bate com o carrinho de golfe em Tojó, que se magoa no joelho. Elsa aparece da zona dos bungalows, preocupada, tenta ajudar o pai a levantar-se. Henrique estende a mão a Tojó que se levanta e diz que está bem, segue para o minimercado. Elsa e Henrique ficam preocupados a vê-lo coxear.

Tojó entra no minimercado e diz a Tadeu que caiu, pede-lhe pão. Henrique pede algodão e betadine, quer desinfetar o joelho de Tojó, que casmurro não quer e sai.

Alberto diz a Nelson que não tem mais nada acrescentar sobre Sara, já disse o que sabia.

Carolina e Anna, esta sentada na cama, ouvem as explicações de Vanda sobre a situação de Anna. Carolina conta que arranjou maneira de Benedita e Teresa falarem. Vanda finge-se feliz. Vanda sai do quarto e detém-se a tentar contatar Benedita por telefone, mas a chamada vai diretamente para a caixa de correio. Deixa mensagem a perguntar como está, já sabe que esteve com Teresa. César cruza-se com ela e evita-a, não quer falatórios.

Pages: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10