“Alma e Coração”: Resumo dos próximos episódios

"

149º Episódio (11 a 17 de fevereiro)

André encontra-se com Gonçalo num descampado e este entrega-lhe duas malas com dinheiro. Quando se certifica que está tudo ali, André fecha as malas e quando se vai levantar leva um pontapé de Samuel e fica de joelhos com uma arma apontada à cabeça. Percebe que caiu numa armadilha e implora pela sua vida. Gonçalo declara que nunca o vai perdoar por ter tentado matar Diana. Os capangas de Gonçalo colocam pneus à volta de André e pegam-lhe fogo vivo. André morre e Nelson assiste a tudo.

Na casa de chá, Luís bebe um café e sai. Carmo fala com João e confessa que pensa muito em Celso. Não sabe porquê pois não se recorda de nada sobre a relação deles. João incentiva a irmã a ir falar com Celso.

Na loja de Luís, Celso limpa as lágrimas de Clara que está mal por causa de Vitória. Num impulso, Clara beija-o e Celso corresponde. Carmo assiste a tudo estupefacta e vai embora sem que ninguém a veja. Clara desculpa-se a Celso e também sai.

Rodrigo conta aos avós o que se está a passar com Vitória. Deolinda ouve e, inconveniente, mete-se na conversa. Jacinta pergunta a Rodrigo pelo casamento e este explica que, neste momento, a prioridade deles é que Vitória sobreviva.

Em casa, Júlia faz um feitiço para curar a filha. Chora desolada. Albano comenta que não é o momento para ela ser fraca e Júlia, perturbada, manda-o calar-se. A seguir, liga a André a pressioná-lo a ir fazer os testes de compatibilidade.

André entra na Somecel, muito nervoso. Idalina pergunta se pode ajudar e ele responde que não e segue para onde está o localizador do dinheiro. Idalina vai atrás dele mas não consegue impedi-lo de entrar no gabinete de Gonçalo.

André fica fora de si ao ver Gonçalo ali. Este mantém-se tranquilo e manda Idalina sair. André exige o seu dinheiro de volta e mostra que sabe onde está. Gonçalo ressalva que depois lhe dá indicação do local onde vão combinar a entrega do dinheiro.

Luís chega a casa e Cecília mostra-lhe o teste de gravidez negativo. Luís declara que não acha que seja o melhor momento para ter outro filho e discutem, novamente. Descompensada, Cecília atira-lhe um objeto e atinge-o na cara. Este disfarça para que Leonor não perceba.

Em casa de Aida, Gustavo está de mau humor. Naomi pergunta o que se passa com ele e acha que ele está estranho. Gustavo esclarece que não é nada com ela e pede desculpa antes de ir embora. Rui traz uma morcela e Aida ralha com ele.

João e Alice jantam e conversam em casa dele. João fica para morrer quando Nelson aparece e apresenta Alice como sua namorada. Nelson vai embora e João convida Alice para dormir com ele.

André encontra-se com Gonçalo num descampado e este entrega-lhe duas malas com dinheiro. Quando se certifica que está tudo ali, André fecha as malas e quando se vai levantar leva um pontapé de Samuel e fica de joelhos com uma arma apontada à cabeça. Percebe que caiu numa armadilha e implora pela sua vida. Gonçalo declara que nunca o vai perdoar por ter tentado matar Diana. Os capangas de Gonçalo colocam pneus à volta de André e pegam-lhe fogo vivo. Gonçalo deixa um papel no pára-brisas com o símbolo da Trinácria. André morre e Nelson assiste a tudo.

Júlia sonha com Vitória morta e chora assoberbada. Quando acorda do pesadelo, Vitória está acordada a olhar para ela. Conta-lhe tudo o que aconteceu e explica que vai precisar de um transplante de medula.

O carro de André está rodeado de polícias e estes identificam o corpo. Vêem o papel no carro e observam que aquilo foi obra da máfia. Ao longe, Nelson liga a Lucas.

Adelaide decide ligar a André mas o telefone está desligado. Alice entra e Adelaide quer saber como foi o encontro com o seu filho João.

Luís surpreende Vera no estaleiro, com as marcas de agressão na cara. Esta fica surpresa mas não quer envolver-se nos problemas dele com a irmã.

Gonçalo e Samuel estão reunidos e ponderam se agiram bem em relação a André. Diana entra aflita e pede a Gonçalo que localize Zé Maria pois pode ser um dador de medula compatível.