“Alma e Coração”: Resumo dos próximos episódios

"

264º Episódio (3 a 9 de junho)

Júlia está chateada porque nem Nelson nem Diana lhe atendem as chamadas. Liga para o agente da PJ e vai a sair de casa quando lhe aparece Sara muito perturbada. Esta vê Albano no lugar de Júlia e grita que não voltará a fazer mal, espetando-lhe a faca no peito. Júlia cai no chão, a sangrar do peito.

Sofia pede desculpa a Leonor e declara que, se tiver de escolher entre ela e Leo, escolhe a amiga. Leonor fica emocionada. Fazem as pazes e prometem que nunca mais deixarão nenhum rapaz interferir na amizade delas.

Clara deixa bem claro que não vai voltar atrás na sua decisão, a relação acabou. Laura informa todos que Gil vai embora e ficam todos tristes, incluindo o próprio.

Júlia e Diana discutem à frente de Vitória porque Diana não atendeu o telefone o dia todo. Ela explica que andou à procura de Sara que desapareceu mas está determinada a acabar com Gonçalo. Júlia avisa que se algo correr mal, Diana cai sozinha.

Gonçalo pergunta a Nelson se tem tudo pronto e este assente que tem os homens a postos. Nelson quer saber mais informações mas Gonçalo responde que na altura vai saber tudo. Nelson está inquieto.

O agente da PJ fala com os seus homens e alerta que como não sabem em que marina vai acontecer a operação, vão ter dispositivos policiais em todas. Não quer falhas e exige que Gonçalo seja preso nesse dia.

Na rua, Diogo olha para um artista de rua. Sara, com mau aspeto, vê Diogo mas ouve a voz de Albano que diz que toda a gente a abandonou e só ele cuidou dela. Sara grita e começa a correr. Diogo vai atrás dela mas não consegue apanhá-la.

Adelaide diz a Vera e Pedro que o cliente não aceitou o projeto e não quer estar relacionado com uma empresa investigada por fraude fiscal. Por fim, agradece-lhes o esforço que fizeram para acabar tudo a tempo.

Pedro e Vera ficam muito frustrados. Sofia aparece no estaleiro e pede desculpa ao pai e a Carmo pelas coisas que fez. Se Pedro quiser, prefere ficar com ele do que voltar para Seul. Pedro abraça a filha, feliz.

Aida repreende Leo por causa da fuga à policia e não quer que ele se meta em confusões. Leo fica chateado e Aida, preocupada, pergunta a António e a Marta se há notícias de Sara pois tem um mau pressentimento.

Diana recebe uma chamada de Diogo a avisar que viu Sara na última meia hora. Diana vai a sair de casa e dá de caras com a mãe, muito perturbada. Esta afirma que Albano voltou e quando percebe que Diana está a mandar mensagem à médica, bate-lhe na cabeça, deixando-a inconsciente. A seguir pega numa faca e sai.

Gonçalo fala ao telemóvel com Octávio e, a seguir, chama Nelson e ordena que ele mande os homens todos para casa, a operação não vai ser feita em nenhuma Marina mas não vai dar mais informações. Nelson fica nervoso.

Gonçalo conta a Nelson que a operação vai ser feita no mar e vão chegar ao barco de helicóptero. Nelson , aflito, não consegue avisar o agente da PJ porque está sem rede. Gonçalo tira o telefone a toda a gente por uma questão de segurança.

Idalina atende uma chamada e explica que Gonçalo não está mas se o recado é assim tão urgente, ela vai tentar que ele o receba.

Júlia espera, ansiosa, por notícias da detenção de Gonçalo. Recebe uma chamada de Idalina que tem um recado urgente para Gonçalo, o helicóptero dele vai sair do hangar 4 e não 3. De seguida, Júlia liga para Nelson e para Diana sem sucesso.

O telemóvel descartável de Diana toca e ela continua inconsciente, não se percebe se está viva ou morta.

Júlia está chateada porque nem Nelson nem Diana lhe atendem as chamadas. Liga para o agente da PJ e vai a sair de casa quando lhe aparece Sara muito perturbada. Esta vê Albano no lugar de Júlia e grita que não voltará a fazer mal, espetando-lhe a faca no peito. Júlia cai no chão, a sangrar do peito.

Diana acorda lentamente e recorda o que aconteceu, chamando por Sara. Ao olhar para o telemóvel vê as chamadas de Júlia e fica tensa. Liga de volta e Júlia não atende. Diana sai de casa, muito nervosa.

Ao chegar a casa de Júlia, Diana fica em choque ao ver Júlia com a faca espetada no peito. Sara, tranquila, assegura que Albano já não lhes vai fazer mal. Muito nervosa, Diana liga para o 112.

Gonçalo está bem disposto porque correu tudo bem com a operação, vão ganhar muito dinheiro. Nelson declara que para a próxima quer saber tudo, de antemão. Gonçalo deixa bem claro que não confia em ninguém sem ser nele próprio.

No hospital, Diana quer ir ver a mãe mas Rodrigo recorda que Sara está na ala psiquiátrica de uma prisão por isso tem de ter calma. Diana consola Vitória que está devastada e assegura que vai correr tudo bem.

A sala de Júlia está transformada em cenário de crime. A polícia recolhe provas quando Gonçalo entra alvoroçado e quer saber o que aconteceu. Fica em choque ao saber que Júlia foi atacada e está no hospital em estado grave.

O agente da PJ está fulo com Nelson por ele não ter avisado da operação no mar. Nelson explica que não teve como o fazer. O PJ pondera acabar com o acordo entre eles e Nelson não esconde que prefere voltar à prisão do que ser apanhado por Gonçalo.

No bloco operatório, os médicos tiram a faca do peito de Júlia e ela entra em paragem cardíaca. Júlia vê o seu corpo na marquesa e tem uma expressão tranquila. Os médicos conseguem reanimá-la.

Gonçalo chega ao hospital e fica furioso ao saber que Sara esfaqueou Júlia. Vitória faz o seu papel de filha quando o cirurgião vem dizer que Júlia está estável mas vai precisar de um novo transplante de coração. Diana revela a Rodrigo o plano delas para apanhar Gonçalo.

Em casa, Diana prepara um saco com roupas da mãe. Rodrigo entrega-lhe uma fotografia dela com Sara, felizes, e isso faz Diana chorar.

Gonçalo e Octávio abrem uma mala cheia de dinheiro e apertam a mão satisfeitos. A seguir, Gonçalo entrega dois maços de notas a Nelson.

Algum tempo depois, os médicos estão a postos para o segundo transplante de coração de Júlia. A equipa médica recebe o coração novo e Júlia descansa muito serena.

Diana e Vitoria esperam ansiosas por notícias e o cirurgião vai falar com elas. O sorriso de Vitoria abre e ela abraça o médico. Diana também fica aliviada, a operação de Júlia correu bem.