“Alma e Coração”: Resumo dos próximos episódios

"

52º Episódio (5 a 11 de novembro)

Diana está na escola de circo quando sente um arrepio. Júlia aparece e diz uma frase que Albano dizia a Benedita quanto era pequena. Diana fica aterrorizada e manda Júlia embora aos gritos.

No estaleiro, André e Vera falam sobre trabalho quando este repara no ecrã do seu computador que tem um número estranho. Fica nervoso e Vera pergunta se está tudo bem. Para piorar ainda mais, André fala com Giacomo ao telemóvel. Este queixa-se que estão a perder dinheiro e que André tem de ter mão nos trabalhadores.

Diana procura Júlia na Somecel para saber se ela conhece o padre realmente. Júlia fica nervosa e o fantasma de Albano quase toca em Diana. Esta leva a mão ao colar mas sente-se mal e desmaia. Albano ordena a Júlia que mate Diana.

Na universidade, Clara fala ao telemóvel com os pais e fica muito preocupada por saber que eles estão a passar dificuldades. Zé Maria vai ter com Vitória e quer que ela cumpra com a sua parte e fale com Clara sobre ele. Vitória explica que não estão próximas e dá-lhe uma dica para se aproximar.

Júlia vai buscar um copo de água com açúcar para Diana e quando regressa, ela já lá não está. Fica apreensiva.

Diana sai, agitada, do edifício e liga para João. Quer ir ter com ele, de imediato. Sobe para a sua mota e arranca.

João desliga o telefone e continua a consulta com Ruben. Este decidiu fazer uma cirurgia ao nariz. Falam planos sobre uma festa e João fala-lhe de Nelson. Adelaide aparece de surpresa para convidar João e Diana para um jantar de família.

Júlia vai para casa, perturbada com o que aconteceu com Diana mas desvia o assunto diante de Fernando e conta que Margarida a atacou no ginásio. Para acalmar os ânimos, Fernando sugere irem viajar e Júlia acha boa ideia. Também quer levar Vitória com eles.

João mede a tensão a Diana e está tudo normal. No entanto, aconselha-a a fazer um check-up e Diana acha isso um exagero.

Alex está abatido com a notícia de que perdeu os patrocínios. Nelson sugere ao sobrinho que mandem alguém apanhar Carlos e Jessica mas Alex recusa. Raimundo chega cansado e abatido porque não conseguiu apanhar amêijoas.

Clara desabafa com Celso e conta que o supermercado dos pais foi saqueado e levaram tudo. Quer mandar dinheiro para eles e Celso mostra-se solidário com ela.

Rui insinua que os vizinhos também o podiam ajudar a arrendar um apartamento e Naomi ri-se dele. A propósito do que aconteceu com Júlia, Aida reforça que Diana deve ter cuidado pois ela tem algo com ela muito forte e quer mesmo fazer-lhe mal. Promete que a vai ajudar.

Margarida conta a Gustavo e a Marta o que aconteceu no ginásio e decide deixar de ir lá. Falam do processo contra Vitória e Gustavo quer falar com Clara para assegurar que esta conta tudo o que sabe.

Na casa de chá, Carmo queixa-se da nova miúda que está a servir os gelados. Clara recebe uma chamada de um número anónimo e é Zé Maria a convidá-la para ir ao cinema mas Clara recusa o convite.

Na rádio, Gil comenta a relação de Paulo e Vitoria e percebe porque é que ela já apresenta as notícias. Adelaide também vai até lá para convidar Rodrigo para jantar e este aceita depois de saber que Diana e João também vão.

Carmo aproxima-se de Celso e pede-lhe um favor. Quer que ele vá com ela a um sítio e Celso alinha. Este afirma que não quer nada em troca e que a companhia dela é suficiente.

Raimundo discute com Deolinda pois já percebeu que ela anda a comprar roupa nova com o dinheiro que encontraram. Ela finge-se ofendida e sugere ao marido que conte o dinheiro e vai buscar a mochila.

Gustavo pede a Clara que não fique nervosa pois só tem de contar a verdade ao procurador. Ao ver Naomi, Gustavo olha para ela intensamente e tenta falar com ela mas Naomi não lhe dá hipótese.

Diana está na escola de circo quando sente um arrepio. Júlia aparece e diz uma frase que Albano dizia a Benedita quanto era pequena. Diana fica aterrorizada e manda Júlia embora aos gritos.

António vê Júlia a sair da escola e fica apreensivo. Rui diz-lhe que aquela mulher veio à procura de Diana e António corre para a tenda e Rui segue-o. Encontram Diana num canto a tremer de frio. António está preocupado e quer saber o que Júlia lhe fez. Diana chora e diz que não era Júlia quem estava ali e quer ir falar com Aida.

Dentro do carro, Júlia ouve a voz de Albano que lhe diz que fez o que era certo. Júlia quer ficar em paz e tenta acalmar-se. Ao longe, Aida repara em Júlia dentro do carro e questiona-se sobre o que ela estará ali a fazer.

Clara conta a Raimundo que os pais perderam tudo na Venezuela e este diz-lhe que vai ver o que podem fazer para os ajudar. De seguida, liga para Deolinda e sugere ajudarem os pais de Clara com o dinheiro que encontraram. Deolinda está atarefada e fala com o marido a correr. Já sabe das dificuldades dos pais de Clara mas proíbe-o de mexer no dinheiro.

Marta sugere a Margarida alugarem uma casa e não se importa de partilhar quarto com Gustavo, só quer é ter privacidade. Margarida já está à procura de trabalho e revela que também sente falta de ter a sua casa.

O advogado de Vitória conversa com ela e com Júlia e afirma que se Gustavo só tem as mensagens de Vitória para Clara, o caso não têm pernas para andar.

Diana conta a Aida o que aconteceu com Júlia e Aida explica-lhe que Albano quer resolver algo que ficou pendente, fechar um ciclo. No entanto, não vem por bem e por isso Diana tem de ter cuidado.