“Alma e Coração”: Resumo dos próximos episódios

"

310º Episódio (22 a 28 de julho)

Adelaide entra em casa animada e agradece a Deolinda pela “fisioterapia”. João muito sério espera pela mãe e quer falar com ela a sós. São surpreendidos por um agente da PJ que vem prender João pelo homicídio de Nelson. Adelaide defende que o filho é inocente e revela que foi ela quem matou Nelson.

Adelaide fala ao telemóvel com João quando Deolinda lhe tira o telemóvel. Fala com João e explica que tem de ir a fisioterapia e depois vão dar um passeio. Pede para ele ligar mais tarde.

Naomi desabafa devastada com Diana que só sente desprezo da parte de Gustavo e não está a aguentar. Diana consola a amiga e assegura que eles precisam de tempo para que tudo volte ao normal. Naomi tem muitas dúvidas.

Na rádio, Vitória prepara-se para sair para ir fazer análises quando Gonçalo entra e explica que já resolveu o assunto de Nelson. Virou o jogo para que João seja suspeito da morte de Nelson. Pede à filha para irem jantar e Vitória aceita.

A saída, Gonçalo cumprimenta os colaboradores todos. Vitória sai a seguir e diz a Clara que vai fazer os exames e está cheia de medo. Clara sente pena dela e decide ir também. Vitória fica agradecida. Laura critica Clara e Celso defende a antiga namorada.

Deolinda leva Adelaide para o bairro e deixa-a na esplanada. Tinha isso combinado com Rui. Adelaide percebe que ali ninguém a olha de lado e sente-se bem. Perto dali, o homem que Gonçalo subornou fala com um agente da PJ sobre João.

Sofia vai visitar Leo e ele mostra-lhe uma música. Ela gosta e a seguir, Leo pede que ela va buscar uma pen a um amigo dele. Sofia aceita e há mais qualquer coisa no pedido dele que Leo não diz.

Luis e Vera falam com Leonor e têm de regressar a Portugal. Querem que ela arrume as duas coisas. Leonor chora e quer ficar ali. Vera assegura que as coisas se vão resolver e abraça-a. Luís impõe-se e Leonor aceita resignada que tem de voltar.

Diana desabafa com António sobre a doença de Rodrigo e sobre o bebé que esperam. António também faz o mesmo e sente-se culpado por não poder dar um filho a Marta. Nesse momento, ela entra toda contente com o bebé Manuel.

Adelaide e Deolinda bebem cerveja divertidas. Um rapaz do bairro pega em Adelaide ao colo e dança com ela. Deolinda fala sobre as pessoas do bairro com orgulho. Estupefata, Diana liga a Rodrigo a contar que a mãe dele está no bairro.

Rodrigo acha piada e pede que Diana tire uma fotografia de Adelaide no café do bairro. Aproveitando estar sozinho, abre o envelope do exame que Diana fez e descobre que vai ser pai de um rapaz. Muito emocionado, faz um novo vídeo. Quer chamar ao filho Afonso.

De saída, Natália vê os panfletos sobre o Síndrome de Down e percebe o que se passa com Júlia e o bebé. Fica com muita pena dela e acorda-a. Diz a Júlia para se alimentar e ir dormir na cama. Júlia agradece a sua preocupação.

Ao telefone, Vitória agradece a Clara e explica que não tem HIV, o seu exame deu negativo. Gonçalo aparece em casa dela com um cozinheiro chef que vai fazer um jantar especial para comemorar. Vitória alinha nisso.

Adelaide entra em casa animada e agradece a Deolinda pela “fisioterapia”. João muito sério espera pela mãe e quer falar com ela a sós. São surpreendidos por um agente da PJ que vem prender João pelo homicídio de Nelson. Adelaide defende que o filho é inocente e revela que foi ela quem matou Nelson.

Jacinta entra aflita na biblioteca e chama Nestor explicando que vão levar Adelaide e João presos. Ele fica chocado.

Os inspetores da PJ quer levar João mas Adelaide insiste que foi ela quem matou Nelson. Os agentes decidem então levar os dois. Nestor ordena a Jacinta que ligue ao advogado.

Diana e Rodrigo conversam divertidos sobre nomes possíveis para o bebé. Rodrigo recebe uma chamada da avó a contar o que se está a passar. Conta a Diana e saem apressados.

Muito nervosa, Carmo diz a Sofia para avisar Pedro que tem de ir a casa dos avós pois aconteceu algo grave. Sai. Pedro fica perplexo quando Sofia lhe conta o que aconteceu e não percebe porque é que Carmo não esperou por ele.

Na PJ, João é interrogado e assegura que não matou Nelson. Conta o que aconteceu naquela tarde e pede a presença do advogado. A seguir o agente interroga Adelaide e ela conta os detalhes de como matou Nelson. Refere ainda que tem o telemóvel dele para entregar como prova.